quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

A Guerra de Luz e Trevas

"A Guerra de Luz e Trevas"1, Criação de Tom Veitch2 e arte de Cam Kennedy3, publicado originalmente na Epic Comics4, em 1988 - 1989, selo da Marvel Comics5. Encadernado reunindo as seis edições dessa minissérie que remete à guerra do Vietnã, publicado pela Editora Globo6, em 1990. 
Lazarus Jones - Laz, é um ex-soldado que perdeu as duas pernas na guerra,  ao entrar em coma tem o espírito transportado para a galáxia de Abraxas, e reencontra os seus amigos que morreram na guerra, e foram transportados para essa outra dimensão, onde participam da eterna luta entre o bem e o mal. Ele próprio embarca na aventura, contra as forças demoníacas de Na.

1. VEITCH, Tom; KENNEDY, Cam. A guerra de luz e trevas. Minissérie completa nº 2. São Paulo: Editora Globo, 1990.
2. COMICVINE. Tom Veitch (person).Disponível em: <https://comicvine.gamespot.com/tom-veitch/4040-56580/> Acesso em: 06 dez 2017.
3. KENNY WHO - CAM KENNEDY ART. Disponível em: <https://www.kennywho.co.uk/about> Acesso em: 06 dez 2017.
4. WIKIPEDIA. Epic Comics. Atualizado em: 21 nov 2017. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Epic_Comics> Acesso em: 06 dez 2017.
5. MARVEL. Disponível em: <http://marvel.com> Acesso em: 06 dez 2017.
6. EDITORA GLOBO. Disponível em: <http://anuncie.globo.com/editora-globo//> Acesso em: 06 dez 2017.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

O Príncipe de Aliors

"O Príncipe de Aliors - The Elsewhere Prince"1, história de Moebius (pseudônimo de Jean Giraud)2, Texto de R. J. M. Lofficier (Randy e Jean-Marc Lofficier)3 e arte de Eric Shanower4. Publicado pela primeira vez em seis edições pela Epic Comics5, selo da Marvel Comics6, a partir de maio de 1990. A edição que li teve a publicação completa da minissérie em 1992 pela editora globo. Na França, ganhou o título de “Le Prince Impensable”, sob a marca de Les Humanoides Associés7.
A série se passa em um asteroide que possui três dimensões paralelas simultâneas. O lugar é chamado de Garagem Hermética e foi criado pelo Major Grubert, personagem que mantém o controle sobre estes mundos, a bordo da nave Ciguri. Um jovem artista se junta a um grupo de mercenários. Depois de pararem para descansar por uma noite em uma pequena aldeia, sofrem a inclusão de mais um membro, um garoto que deseja ser guerreiro e que está cansado da monotonia de sua vila. Logo em seguida, os homens acabam sendo todos mortos em uma sangrenta batalha contra uma criatura com aparência de besouro, conhecida como um Jouk. Em seguida o artista tem que enfrentar o demônio de Bouch'Tar'Hai e a cria do Jouk.


1. MOEBIUS; LOFFICIER, R. J. M.; SHANOWER, Eric. O Príncipe de Aliors. Minissérie Completa nº 7. São Paulo: Editora Globo, 1992.
2. MOEBIUS. Biographie. Disponível em: <https://www.moebius.fr/page-Biographie> Acesso em: 13 nov 2017.
3. LOFFICIER. Disponível em: <http://www.lofficier.com> Acesso em: 13 nov 2017.
4. WIKIPÉDIA. Eric Shanower. Atualiado em: 23 dez 2016. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Eric_Shanower> Aceso em: 13 nov 2017.
5. WIKIPEDIA. Epic Comics. Atualizado em: 19 ago 2017. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Epic_Comics> Acesso em: 13 nov 2017.
6. MARVEL COMICS; Disponível em: <https://marvel.com> Acesso em: 13 nov 2017.
7. HUMANO. Les Humanoïdes Associés. Disponível em: <http://www.humano.com> Acesso em: 13 nov 2017.

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Universo Hanna-Barbera: Future Quest Volume 1

"Universo Hanna-Barbera: Future Quest Volume 1"1, 2 3, roteiro de Jeff Parker4 e arte de Evan Shaner5, Steve Rude6 e outros grandes artistas. Primeiro volume publicado pela Panini Brasil3, em 176 páginas com as seis primeiras publicações, que foram publicadas originalmente pela DC Comics2 a partir de julho de 2016. E nos presentei com os heróis de nossa infância dos desenhos da Hanna-Barbera7.
Hanna-Barbera tornou-se subsidiária da Warner Bros. Animation em 1996. Hanna morreu em 2001. Cartoon Network Studios continuou os projetos de produção do canal. Barbera passou a trabalhar para a Warner Bros. Animation até sua morte em 2006.
Quando o aventureiro e curioso Jonny Quest e seu irmão adotivo, Hadji, fazem uma descoberta surpreendente nas terras baixas da Flórida, são empurrados para uma luta épica entre os Rangers espaciais e um vilão perigoso que ameaça a galáxia. Agora cabe às forças combinadas do Team Quest, da Segurança Inter-Nation, com o herói Homem-Pássaro, Space Ghost, Jan, Jace e Blip, junatamente com uma série de grandes heróis de ação de Hanna-Barbera: Os Herculóides, Galaxy Trio, Os Impossíveis, Mightor, Frankenstein Jr., todos juntos para deter a ameaça e salvar seu universo!

1. PARKER, Jeff; SHANER, Evan; RUDE, Steve. Future Quest. Vol 1. Roteiro: Jeff Parker; Arte: Evan Shaner, et al. Barueri, SP: Panini Brasil, 2017.
2. DC COMICS. Future Quest #1. Disponível em: <http://www.dccomics.com/comics/future-quest-2016/future-quest-1> Acesso em: 26 out 2017.
3. PANINI. Future Quest - Volume 1. Disponível em: <http://loja.panini.com.br/panini/produto/dc-Future-Quest-Volume-1.aspx> Acesso em: 26 out 2017.
4. WHITWORTH, Jerry - COMIC ART COMMUNTITY. Creator profile: Jeff Parker. Postado em: 18 jun 2017. Disponível em: <http://comicartcommunity.com/comicart_news/creator-profile-jeff-parker/> Acesso em: 26 out 2017.
5. EVAN SHANER - BLOG OF AN ASPIRING JOURNALIST. Disponível em: <http://www.evanshaner.com> Acesso em: 26 out 2017.
6. STEVE RUDE. Disponível em: <https://www.steverude.com> Acesso em: 26 out 2017.
7. WIKIPÉDIA. Hanna-Barbera. Atualizado em: 08 set 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Hanna-Barbera> Acesso em: 26 out 2017.

sábado, 21 de outubro de 2017

Akira

"Akira"1, 2, criação de Katsumiro Otomo3, foi publicado pela Editora Globo4 em 38 edições, entre dezembro de 1990 e março de 1998. Em cores e em ordem de leitura ocidental. Publicada originalmente no Japão em capítulos de 20 páginas com arte em preto e branco, publicados na Young Magazine5, uma revista semanal de 300 páginas, da Kodansha Ltd.6. Para publicação nos EUA, a Epic Comics7, divisão da Marvel Comics8, recebia a arte de Otomo, através de seu estúdio o Mash Room Co., sem os balões e as onomatopeias, e ás paginas eram invertidas por espelhamento. No final, as cores foram inseridas digitalmente. Akira foi a primeira revista periódica no mundo a utilizar sistema colorido computadorizado.
Atualmente, Akira voltou a ser publicado, mas agora semestralmente, em preto e branco, e no sentido oriental de leitura,  pela JBC Mangás9, o primeiro volume corresponde as seis primeira revistas publicadas pela Globo.
O anime Akira10 foi produzido em 1988. Diferencia-se do mangá porque acontece num tempo linear, a história é contada em duas horas, enquanto o mangá tem mais de duas mil páginas!! Ou seja, seria impossível contar a mesma história na animação. Logo, temos prazer de poder conhecer esse clássico moderno de duas maneiras. São histórias paralelas sobre um futuro distópico. 
Neo-Tóquio, ano de 2030, cidade de Tóquio reconstruída depois de ter sido destruída na terceira guerra mundial, que teve início em 06 de dezembro de 1992 - que na verdade aconteceu pelo crescimento incontrolável dos poderes sobrenaturais de uma criança chamada Akira, que fazia parte de um projeto secreto japonês - Kaneda  e Tetsuo adolescentes que faziam parte de uma gangue de motoqueiros viciados, esbarram enquanto corriam alucinadamente, com uma criança misteriosa. Após o incidente, Tetsuo é levado e submetido a experiencia, o que em pouco tempo desperta também incríveis poderes, o que se torna desastroso, para ele, seus amigos e o governo de Neo-Tóquio. Akira é despertado, pois estava em hibernação criogênica. Enfim, é uma história incrível, e deve ser lida e assistida para poder desfrutar cem por cento dessa maravilha!

  

  

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

1. OTOMO, Katsumiro. Akira. #1-38. São Paulo: Editora Globo, dez 1990/mar 1998.
2. KODANSHA COMICS. OTOMO: A Global Tribute to the Mind Behind  Akira. Disponível em: <https://kodanshacomics.com/series/otomo-global-tribute-mind-behind-akira/>
3. TVTROPES. Katsumiro Otomo (Creator). Disponível em: <http://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/Creator/KatsuhiroOtomo> Acesso em: 21 out 2017.
COMICVINE. Eteve Oliff (Person). Disponível em: <https://comicvine.gamespot.com/steve-oliff/4040-7359/> Acesso em: 21 our 2017.
4. GRUPO GLOBO. Editora Globo. Disponível em: <http://grupoglobo.globo.com/editora_globo.php> Acesso em: 21 out 2017.
5. WIKIPEDIA. Weekly Young Magazine. Atualizado em: 04 jul 2017. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Weekly_Young_Magazine> Acesso em: 21 out 2017.
6. KODANSHA. Disponível em: <http://www.kodansha.co.jp> Acesso em: 21 out 2017.
7. MARVELWIKIA. Epic Comics. Disponível em: <http://marvel.wikia.com/wiki/Epic_Comics> Acesso em: 21 out 2017.
8. MARVEL. Disponível em: <https://marvel.com> Acesso em: 21 out 2017.
9. JBC MANGÁS. Akira #01. Disponível em: <https://mangasjbc.com.br/akira-01/: Acesso em: 22 out 2017.
10. WIKIPÉDIA. Akira (filme). Atualizado em: 04 jul 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Akira_(filme)> Acesso em: 21 out 2017.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Superman: Entre a Foice e o Martelo

"Superman: Entre a Foice e o Martelo"1, de Mark Millar2 (roteiro), Dave Johnson3 e Andrew Robinson4 (arte capítulo um e dois), Kilian Plunkett5 e Walder Wong6 (arte capítulo dois e três), Paul Mounts7 (cores). Lançada originalmente nos EUA em 2003 - Superman: Red Son (Filho Vermelho). Foi publicada em 2004 e 2006 no Brasil pela Panini8 e agora reeditada.
Essa história do Superman faz parte de uma realidade alternativa, na qual o Superman foi criado na antiga URSS, e cresceu com os ideais comunistas. Lois Lane casada com o grande cientista Lex Luthor. Após a morte de Stalin, Superman assume o governo e tenta unificar a terra, mas os EUA e o Chile resistem. Até o Batman é Russo. Uma história que nenhum fã de quadrinhos pode deixar de ler.


1. MILLAR, Mark; JOHNSON, Dave; ROBINSON, Andrew; PLUNKETT, Kilian; WONG, Walder; MOUNTS, Paul. Superman: Entre a Foice e o Martelo. Tradução: Jotapê Martins. Barueri, SP: Panini Books, 2017.
2. MILLARWORLD. Disponível em: <http://www.millarworld.tv/creators> Acesso em: 09 out 2017.
3. COMICVINE. Dave Johnson (Person). Disponível em: <https://comicvine.gamespot.com/dave-johnson/4040-5983/> Acesso em: 09 out 2017.
4. COMICVINE. Andrew Robinson (Person). Disponível em: <https://comicvine.gamespot.com/andrew-robinson/4040-5431/> Acesso em: 09 out 2017.
5. WOOKIEEPEDIA. Kilian Plunkett. Disponível em: <http://starwars.wikia.com/wiki/Kilian_Plunkett> Acesso em: 09 out 2017.
6. WALDER WONG - BLOGSPOT. Disponível em: <http://waldenwong.blogspot.com.br/> Acesso em: 09 out 2017.
7. WIKIPEDIA. Paul Mounts. Atualizado em: 23 fev 2016. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Paul_Mounts> Acesso em: 09 out 2017.
8. PANINI. Superman: Entre a Foice e o Martelo. Disponível em: <Superman: Entre a Foice e o Martelo> Acesso em: 09 out 2017.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

As Crônicas de Gelo e Fogo: A Tormenta de Espadas - Livro 3

"As Crônicas de Gelo e Fogo: A Tormenta de Espadas - Livro 3"1, de George R. R. Martin2, terceiro livro da série. Coleção com os cinco livros publicada pela Editora Leya3.
"Os Sete Reinos já sentem o rigoroso inverno que chega, mas as batalhas parecem estar mais cruéis e impiedosas. Enquanto os Sete Reinos estremecem com a chegada dos temíveis selvagens pela Muralha, numa maré interminável de homens, gigantes e terríveis bestas, Jon Snow, o Bastardo de Winterfell, que se encontra entre eles, divide-se entre sua consciência e o papel que é forçado a desempenhar. Robb Stark, o Jovem Lobo, vence todas as suas batalhas, mas será que ele conseguirá vencer os desafios que não se resolvem apenas com a espada? Arya continua a caminho de Correrrio, mas mesmo alguém tão desembaraçado como ela terá grande dificuldade em ultrapassar os obstáculos que se aproximam. Na corte de Joffrey, em Porto Real, Tyrion luta pela vida, depois de ter sido gravemente ferido na Batalha da Água Negra; e Sansa, livre do compromisso com o homem que agora ocupa o Trono de Ferro, precisa lidar com as consequências de ser a segunda na linha de sucessão de Winterfell, uma vez que Bran e Rickon estariam mortos. No Leste, Daenerys Targaryen navega em direção às terras da sua infância, mas antes ela precisará aportar às desprezíveis cidades dos esclavagistas. Mas a menina indefesa agora é uma mulher poderosa. Quem sabe quanto tempo falta para se transformar em uma conquistadora impiedosa?"4

 

1. MARTIN, George R. R. As Crônicas de Gelo e Fogo: A Tormenta de Espadas - Livro 3. Tradução: Jorge Candeias. 2 ed. São Paulo: Leya, 2012. 1482 p. ISBN: 978-85-8044-628-9.
2. GEORGE R. R. MARTIN. Disponível em: <http://www.georgerrmartin.com/> Acesso em: 18 ago 2017.
3. LEYA. Disponível em: <http://geral.leya.com.br/pt/> Acesso em: 18 ago 2017.
4. SARAIVA. A Tormentas de Espadas. Disponível em: <https://www.saraiva.com.br/a-tormenta-de-espadas-as-cronicas-de-gelo-e-fogo-vol-3-3647893.html> Acesso em: 18 ago 2017.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Projeto do Absurdo

Nada na cabeça! Quero dizer, nenhum plano para o futuro! Vou vivendo cada dia dentro das minhas possibilidades, e com isso meio desordenado, e vago, e impreciso! Didaticamente sei que isso não é correto. Devo me organizar e construir projetos de vida. Sério isso?! Mas por que? Não tenho o direito de ser um pouco anarquista e não ter obrigação com mais nada além do meu viver? Será que até para viver tenho que planejar? E meu ócio construtivo?! Não vale nada?

Acordar, sentar na cama, verificar se não estou sonhando ainda! Ir ao banheiro e fazer a rotina diária de barba, banho… Asseio! Café da manhã. Escolher e vestir alguma coisa que seja socialmente aceita. E ir para o trabalho!

- Bom dia! - Para os colegas que encontro!

- Olá! Tudo bem?! Vou indo e você – Só não sei para onde vou. Penso incoerente! 

- E os projetos? - Pergunta a colega. Olha aí eles de novo! Os tais projetos! O que é que eu faço com eles?

- Desculpe professora, mas dei um tempo nos projetos. - Ela olha para mim e sei que provavelmente está pensando - ‘O que é que esse rapaz tem na cabeça? Será que ele esqueceu que não pode ficar sem projetos?’

- Mas o que aconteceu professor? Não está em nenhum grupo de pesquisa?

- Não! Por problemas pessoais decidi dar um tempo nos projetos! - Mas uma vez ele olha e dar uma balançadinha no corpo.

- Estou reorganizando aquele grupo, sabe?! Ficou meio parado e precisamos retomar!

- Entendo! - Respondo olhando-a e percebo um sorriso enigmático.

- Bom! Espero que tudo corra bem com você! E volte para o nosso grupo de trabalho.

- Claro! Obrigado pelo interesse! 

- De nada professor – E ela saí. Certamente me achando completamente doido!

E mais uma vez me pergunto… - E daí?! O que é que isso vai mudar em minha vida? Está certo que podem ter motivos para tirar meu trabalho. - Não precisamos mais do senhor! Obrigado e até nunca mais! - E lá vou eu! “Nu com a mão no bolso!” Fico construindo essas imagens surrealistas e rindo comigo mesmo! Uma mente fértil em terreno infértil! Enquanto observo uma outra colega na mesa em seu computador, enquanto escrevo esse texto absurdo!