domingo, 25 de dezembro de 2011

Boas festas!!!

Caríssimos,


Estejam na paz de Jesus!!!
Feliz natal e que em 2012 todos os desejos se realizem!!!
Vivam o amor de Jesus!!!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Sandman: Os Caçadores de sonhos

De Neil Gaiman1 e P. Craig Russell2 - "Sandman: Os caçadores de sonhos"3, dando sequencia as publicações de "Sandman Apresenta", cujo primeiro volume da Panini Books foi "As Fúrias"4. A BD é uma adaptação para banda desenhada de um conto homônimo de Gaiman5 com ilustrações de Yoshitaka Amano6. O conto foi escrito para comemorar do dez anos de "Sandman" e a BD, aos vinte anos. 
Um lindo conto de fadas sobre o amor entre um monge e uma raposa, adaptado diretamente das obras existentes na biblioteca de "Lucien", personagem das estórias de "Sandman" responsável por cuidar da biblioteca do sonhar, onde se encontram obras dos grandes gênios da literatura que nunca foram escritas. Criações da mente sonhadora de Gaiman.

 

1. GAIMAN, Neil. Disponível em: <http://www.neilgaiman.com/> Acesso em: 16 dez 2011.
2. RUSSELL, P. Craig. Disponível em: <http://www.artofpcraigrussell.com/> Acesso em: 16 dez 2011.
3. GAIMAN, Neil; RUSSELL, P. Craig. Sandman: Os caçadores de sonhos. Érico Assis (Tradução). Barueri, SP: Panini Comics, 2011.
4. CAREY, Mike; BOLTON, John. Sandman apresenta: As fúrias. Tradução Fábio Fernandes. Baureri, SP: Panini Books, 2010.
5. GAIMAN, Neil; AMANO, Yoshitaka. Sandman: Os caçadores de sonhos. 3ª ed. São Paulo: Editora Conrad, 2001.
6. AMANO, Yoshitaka. The art of the Yoshitaka Amano. Disponível em: <http://www.elevenland.com/amano/amano.php3> Acesso em: 16 dez 2011.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Monstro do Pântano: Amor em vão

O "Monstro do Pântano"1 é um dos personagens mais instigantes do universo DC2, teve quatro séries editadas. A mais fantastica foi a escrita por Alan Moore3, que assumiu a segunda série a partir do múmero 20 até o 87 na decáda de oitenta, post anterior.
O volume "Monstro do Pântano: Amor em vão"4, faz parte da quarta série iniciada em 2004 e que teve apenas 24 números publicados. Esse arco foi escrito por Joshua Dysart5 e com arte de Enrique Breccia6, e originalmente editada dos números 9 a 12 nos EUA pela DC Comics. Aqui o "Monstro do Pântano" é apresentado numa forma menos humanóide, parecendo mais um amontoado de galho e musgo e sem os seus poderes de "elemental da natureza", tendo de enfrentar um antigo arquiinimigo morto que volta do inferno - "Arcane". Uma BD recheada de muito terror.

1. WIKIPÉDIA. Monstro do Pântano. Atualizado em: 28 set 2011. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Monstro_do_P%C3%A2ntano Acesso em: 15 dez 2011.
2. DC Comics. Disponível em: http://www.dccomics.com/dcu/ Acesso em: 15 dez 2011.
3. MOORE, Alan. Alan Moore Fans Site. Disponível em: http://www.alanmoorefansite.com/ Acesso em: 15 dez 2011.
4. DYSART, Joshua.; BRECCIA, Enrique. Monstro do Pântano: Amor em vão. Cassius Medauar (Tradução). Rio de Janeiro: Pixel Media, 2008.
5. DYSART, Joshua. Bibliography. Disponível em: http://www.joshuadysart.com/wp/?page_id=1105 Acesso em: 15 dez 2011.
6. RED Sectory Art. Enrique Breccia Offcial Original Artwork Story. Disponível em: http://redsectorart.com/breccia/index.php Acesso em: 15 dez 2011.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Monstro do Pantano por Alan Moore

Minha saga de colecionador de histórias em quadrinhos - HQ, banda desenhada - BD, arte sequencial, gibi, revistinha ou como queiram chamar, iniciou-se em 1984, quando vi a revista número 1 do Batman, publicada pela Editora Abril1. Eu e meu irmão comprávamos juntos. Ao chegar os anos 90, com o fim da minha graduação e meu casamento, me afastei dessa expressão da arte. Ao sair de casa, dividimos as revistas. Fiquei com as revistas da DC2, mais "Capitão América"3 e "Conan"4, e meu irmão com as demais da Marvel. Somente voltando a compra a partir de 2007.
Quando tenho coragem reviro as antigas e me deparo com alguma coisa interessante que releio. Foi o que aconteceu agora com a coleção do Monstro do Pântano5, 6, publicado em formatinho pela Abril. As estórias em questão tiveram o primoroso roteiro de Alan Moore7 e contam a "ressurreição" do Monstro do Pântano. Nessas mesmas estórias, Alan Moore apresenta o anti-herói mais cara de pau da DC "John Constantine"8, sua primeira aparição em uma BD. Ele teve a missão de revelar a verdadeira natureza do Monstro do Pântano. Pois o mesmo, apesar de ter as memórias de  "Alan Holland", se tratava na verdade de um ser elemental da natureza9, e o arrasta por vários locais dos EUA para enfrentar diferentes manifestações do mal, além de enfrentar a "Crise das Infinitas Terras"10. Nos volumes 7 e 8 "Constantine" reúne diversos seres do mundo espectral da DC (Zatara11, Zatanna12, Vingador Fantasma13, Espectro14, Barão Winters15, Sargon16, Desafiador17, Etrigan - O demônio18, Mento19, e ainda tem a participação de Caim e Abel, figurinhas da Casa do Mistério20), para combaterem as trevas primordiais. 







1. EDITORA Abril. Disponível em: <http://www.abril.com.br/> Acesso em: 11 dez 2011.
2. DC Comics. Disponível em: <http://www.dccomics.com/dccomics/> Acesso em: 11 dez 2011.
3. MARVEL. Captain America (Steve Roger). Disponível em: <http://marvel.com/universe/Captain_America_(Steve_Rogers)> Acesso em: 11 dez 2011.
4. VIOLENT Downloods. A Espada Selvagem de Conan (Marvel Comics). Disponível em: http://violentdownloads.blogspot.com/2008/07/espada-selvagem-de-conan-marvel-comics.html> Acesso em: 11 dez 2011.
5. MOORE, Alan. Monstro do Pantano. Vol. 1-8. São Paulo: Editora abril, 1990.
6. PIPOCA e Nanquim. A saga do Monstro do Pântano - Publicação que precisa continuar. Disponível em: <http://pipocaenanquim.com.br/2011/01/publicacao-que-precisa-continuar-a-saga-do-monstro-do-pantano/> Acesso em: 11 dez 2011.
7. ALAN Moore Fan Site. Disponível em: <http://www.alanmoorefansite.com/> Acesso em: 11 dez 2011.
8. OMELETE. Hellblazer e a trajetória de John Constantine. Disponível em: <http://omelete.uol.com.br/quadrinhos/hellblazer-e-a-trajetoria-de-john-constantine/> Acesso em: 11 dez 2011.
9. VIAGEM ao mundo encantado das fadas. Elementais da natureza. Disponível em: <http://viagemaomundoencantadodasfadas.blogspot.com/> Acesso em: 11 dez 2011.
10. CABARÉ das Idéias. Multiverso DC Comics: Crise nas infinitas terras e Flashpoint, mais do mesmo? Disponível em: <http://cabaredasideias.com/2011/05/23/multiverso-dc-comics-crise-nas-infinitas-terras-e-flashpoint-mais-do-mesmo/> Acesso em: 11 dez 2011.
11. WIKIPÉDIA. Zatara. Atualizado em: 09 nov 2011. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Zatara> Acesso em: 11 dez 2011.
12. GUIA dos Quadrinhos. Zatanna. Disponível em: <http://www.guiadosquadrinhos.com/personbio.aspx?cod_per=140> Acesso em: 11 dez 2011.
13. TOCA do Ratinho. A origem secreta do Vingador Fantasma. Disponível em: <http://tocadoratinho.forumeiros.com/t74-a-origem-secreta-do-vingador-fantasma> Acesso em: 11 dez 2011.
14. DICTIONARY Sensagent. Espectro (DC Comics) Disponível em: <http://dictionary.sensagent.com/espectro+(dc+comics)/pt-pt/> Acesso em: 11 dez 2011.
15. DC Heros RPG Wiki. Comunidade Mística. Disponível em: <http://dcheroesrpg.wikia.com/wiki/Comunidade_M%C3%ADstica> Acesso em: 11 dez 2011.
16. WIKIPEDIA. Sargon the sorcere. Atualizado em: 09 nov 2011. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Sargon_the_Sorcerer> Acesso em: 11 dez 2011.
17. HOT Site Panini. Desafiador - Boston Brand. Disponível em: <http://web.hotsitepanini.com.br/dc/desafiador-boston-brand/> Acesso em: 11 dez 2011.
18.  GUIA dos Quadrinhos. Etrigan - O demônio. Disponível em: <http://www.guiadosquadrinhos.com/personbio.aspx?cod_per=857> Acesso em: 11 dez 2011.
19. DC Wikia. Steven Dayton (Mento). Disponível em: <http://dc.wikia.com/wiki/Steven_Dayton_(New_Earth)> Acesso em: 11 dez 2011.
20. WIKIPÉDIA. Caim e Abel (DC Comics) Atualizado em: 29 maio 2009. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Caim_e_Abel_(DC_Comics)> Acesso em: 11 dez 2011.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Noites de terça

Após o fim de "Arquivo X"1 e mais recentemente "Smallville"2, não mais tinha interesse nas séries. Sei que existem muitas interessantes, mas nada que me atraísse. 
Mas eis que surgem nas noites de terça-feira no Canal Fox3 "The Walking Dead"4 e "American Horror Story"5, uma após a outra. O primeiro com um grupo sobrevivente ao aparente fim do mundo, suas estórias, grilos, confusões, mortes e os zumbis rondando por toda parte, e morrendo apenas com golpes ou tiros na cabeça, e transmitindo "o vírus!?" através das mordidas. E o segundo, uma casa assombrada, que passa a ser habitada por um casal e sua filha. Espíritos que caminham a vontade e interagem com todos, a ponto de não saber quem é vivo e quem é alma penada! Fico sempre na expectativa esperando essas noites de terça.

6T2: Chupacabra
7T1: Piggy Piggy

1. ARQUIVO-X Brasil. Disponível em: <http://arquivoxbrasil.ning.com/> Acesso em: 07 dez 2011.
2. INTERNET Movie Database, The. Smallville (TV Series 2001-2011). Disponível em: <http://www.imdb.com/title/tt0279600/> Acesso em: 07 dez 2011.
3. CANAL Fox. Disponível em: <http://www.canalfox.com.br/br/> Acesso em: 07 dez 2011.
4. CANAL Fox. The waking dead. Disponível em: <http://www.canalfox.com.br/br/series/the-walking-dead/> Acesso em: 07 dez 2011.
5. FX. American Horror Story. Disponível em: <http://www.fxnetworks.com/shows/originals/ahs/> Acesso em: 07 dez 2011.
6. CANAL Fox. The waking dead. Foto disponível em: <http://cdn-flac.ficfiles.com/sites/canalfox-br/files/img/galleries/2200/the-walking-dead-chupacabra-640x640-002.jpg?ver=6322d5c1-7466-4c7c-b805-8df7886c> Acesso em: 07 dez 2011.
7. CANAL Fox. American Horror Story. Foto disponível em: <http://cdn-flac.ficfiles.com/sites/canalfox-br/files/img/galleries/2282/american-horror-story-piggypiggy-640x640-004.jpg?ver=1c47e664-535f-4fcc-b49e-ab50024c> Acesso em: 07 dez 2011.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Te encontro e faço conto: Coisas da vida

O livro de Lia Joca1, "Te encontro e faço conto: Coisas da vida"2, é cheio de emoção e muito amor. A autora escreve com desenvoltura e parece conversar com o leitor. O livro é dividido em duas partes. Na primeira, textos que falam no dia a dia, do cotidiano que pode ser comum a qualquer um. Verdadeiras crônicas do viver. E na segunda parte, poesias dissertativas que falam do amor. Parabenizo a autora e espero um futuro repleto de belas obras. Não a conheço pessoalmente. Adquiri o livro de sua mãe que é uma pessoa muito amável e quase sempre a vejo na missa das cinco do domingo na Igreja de Fátima3.
Aproveito para parabenizar também a Premius Editora4 que está sempre valorizando os talentos de nossa terra.


1. BLOGGER. Lia Joca. Disponível em: <http://www.blogger.com/profile/11460381418255353445> Acesso em: 06 dez 2011.
2. JOCA, Lia. Te encontro e faço conto: Coisas da vida. Fortaleza: Premius Editora, 2011.
3. IGREJA de Fátima. Disponível em: <http://www.igrejadefatima.com.br/> Acesso em: 06 dez 2011.
4. PREMIUS Editora. Disponível em: <http://www.premiuseditora.ind.br/> Acesso em: 06 dez 2011.

De dentro para fora


Perdido
Lá estava você, perdido, sozinho
Em algum lance de escada
Longe de qualquer lugar... Na escuridão
Na escada íngreme e tortuosa
Mais perto do nada, do que de tudo...
Mais longe do eu, do que de nós...
Quase nada, e ao mesmo tempo, quase tudo
Vislumbrado, lá estava você, saltando para o infinito
Em uma longa queda...
Onde já não mais sabia...
Flutuava, caía ou subia...
Perdido em algum ponto
Entre o aqui e o acolá...
Entre o agora e o nunca...
Entre você e... Apenas você.
Irineu Albuquerque (out 1992)1


Saber Ler
Quantas vezes lemos um texto, uma poesia, uma carta ou qualquer alfarrábio, e o lemos sem perceber a essência, o âmago do porque? Quantas vezes tivemos a sagacidade, a perspicácia, a inteligência de sentir as palavras? A simplicidade e a delicadeza de sentir um arrepio, eriçar os pelos de emoção, por deixar o que está escrito nos tocar profundamente? E bom ler, entender e saber conjecturar uma idéia em cima de outra, por suas próprias emoções em contradição.
Quão tolos nós somos, deixamos de ver o obvio, o brilho mágico e imensurável do existir. O que somos, o que temos e o que queremos, pode ser arquivado e documentado por palavras, que são transformadas em letras ... Daí uma nação sem educação e sem alfabetização não ter astucia para perceber que, dia após dia, somos privados do que é nosso por direito.
Vivemos o pós-Torre de Babel, não pelas dificuldades lingüísticas, mas pela incompreensão, pela falta de respeito, por não entender onde terminam seus direitos e começam os direitos do pr6ximo, e os seus deveres perante uma sociedade na qual vivemos e somos parte.
Existe apenas um elo nessa corrente capaz de tornar sólido tudo o que prima pela existência... esse elo é Deus, que se fez homem; e tudo que ele fez, e tudo que fará, e tudo que foi dito que seria feito por ele, esta impressa com a magia da escrita em um livro que todos conhecemos - a Bíblia Sagrada.
Tudo que foi citado é por uma única razão: "o sabe ler e interpretar o que se Ier". Tudo que esta na Bíblia é testemunho vivo do que está reservado para a humanidade. Vamos sentir o que lemos, vamos viver a palavra, vamos ser a razão da palavra!
Irineu Albuquerque (dez 1992)2

1. Albuquerque, Irineu Lima. Perdido. De dentro para fora. Jornal da ABU - Aliança Bíblica Universitária. Seção Porangabussu. Fortaleza: Gráfica do Jornal O Povo, outubro de 1992.
2. Albuquerque, Irineu Lima. Saber ler. De dentro para fora. Jornal da ABU - Aliança Bíblica Universitária. Seção Porangabussu. Fortaleza: Gráfica do Jornal O Povo, dez/92 - jan/93.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Amor bandido

Mais um romance espetacularmente bem escrito do "escritor que mais publicou livro no mundo" Ryoki Inoue"1, "Amor bandido". Nesse romance o personagem principal é um reporte investigador "Fabio Ursini", que se encontra envolvido com uma trama de tráfico de drogas, armas e assassinato. Recebe a visita, em pleno final de tarde de uma sexta-feira, de um homem "Roberto Malheiros - executivo de uma emissora de televisão -  desesperado, que pede sua ajuda para encontrar alguém que o ameaçava. Em seguida recebe um pacote com dois milhões de dólares desse homem. Uma trama envolvente, que prende o leitor do início ao fim.
Para quem ainda não conhece esse autor, vale a pena conferir.




1. RYOKI. Ryoki Inoue (José Alpoim). Disponível em: <http://www.ryoki.com.br/> Acesso em: 05 dez 2011.
2. INOUE, Ryoki. Amor bandido. São Paulo: Mythos Books, 2008.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Criminal

A BD "Criminal"1, 2 é roteirizada por Ed Brubaker3 e desenhada por Sean Phillips4. Quando penso em anti-herói, penso automaticamente em "Lobo"5, e mais recentemente na série "100 balas"6, já postado aqui no blog. Mas agora vou trazer na lembrança os personagens criados por Brubaker e Phillips, como "Leo Patterson" que aparece no primeiro volume editado pela Panini7 de "Criminal: Covarde", um homem astuto que sempre visualiza uma rota de fuga caso os crimes descambem para um lado não esperado. Leo inicia a BD fazendo pequenos golpes, mas é contactado por um tira que utilizando de artifícios consegue convencê-lo a entrar para o bando e roubar diamantes de um carro-forte que iria para o tribunal. No fim das contas, na verdade o que tinha na maleta eram drogas. Leo é enganado e foge com "Terry Watson" antiga conhecida e mulher de um parceiro morto. Os dois se apaixonam, mas Terry acaba morta, assim como "Tommy Paterson", pai de Leo. Então Leo se revela um vingador e parte para a luta, matando todos os componentes do bando, bem como o verdadeiro dono das drogas, sendo preso no final do volume.
No segundo volume "Criminal: Lawless", "Tracy Lawless", um soldado veterano do Iraque, que volta para investigar as circunstancias do assassinato do Irmão "Rick Lawless". Tracy visita na prisão "Leo Paterson", revelando um ligação entre as estórias do volume 1 e 2. Tracy envolve-se com o bando do irmão que planejavam um assalto. Descobre então que Mallory, pela qual se apaixona e que era amante do irmão, foi a verdadeira culpada pela morte deste. Apaixonado, libera Mallory e se une a gangue de "Sebastina Hyde", mafioso e antigo chefe de seu pai "Teegar Lawless".

 

1. BRUBAKER, Ed & PHILLIPS, Sean. Criminal: Covarde. Volume 1. Val Staples (Cores), Fernando Bertacchini (Tradução). Barueri, SP: Panini Books, 2010.
2. BRUBAKER, Ed & PHILLIPS, Sean. Criminal: Lawless. Volume 2. Val Staples (Cores), Fernando Bertacchini (Tradução). Barueri, SP: Panini Books, 2010.
3. ED Brubaker. Incognito: bad influence. Disponível em: <http://www.edbrubaker.com/> Acesso em: 04 dez 2011.
4. SEAN Phillips. Disponível em: <http://www.seanphillips.co.uk/> Acesso em: 04 dez 2011.
5. WIKIPÉDIA. Lobo (DC Comics). Atualizado em: 23 jun 2011. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Lobo_(DC_Comics)> Acesso em: 04 dez 2011.
6. HOT Site Panini. 100 balas. Disponível em: <http://web.hotsitepanini.com.br/vertigo/series/100-balas/> Acesso em: 04 dez 2011.
7. PANINI. Disponível em: <http://www.paninicomics.com.br/web/guest/home> Acesso em: 04 dez 2011.

Mr. Punch

Mais uma BD parceria de Neil Gaiman1,2 e Dave McKean3 "Comédia trágica ou tragédia cômica de Mr. Punch: Um romance"4 editada pela Conrad5.
Punch e Judy é um show de marionetes popular, e tem suas raízes na "Commedia dell' arte"6, 7 italiana do século XVI, e popularizando-se na Inglaterra. Um tenda armada com um único articulador para todos os personagens (Professor) e uma pessoa que recolhe as doações em dinheiro em uma garrafa (Engarrafador). Mr. Punch despacha um a um seus inimigos usando de extrema violência8.
Gaiman e McKean registram magistralmente o roteiro poético com a arte utilizando o artificio de desenhos com fotografias e colagem. No mesmo estilo de "Sinal e Ruido"9 Uma fábula que remonta a passagem da infância para a idade adulta.


1. JOURNAL Neil Gaiman. Neil Gaiman. Disponível em: <http://journal.neilgaiman.com/> Acesso em: 04 dez 2011.
2. NEIL Gaiman. Disponível em: http://www.neilgaiman.com/> Acesso em: 04 dez 2011.
3. MCKEAN Art. The art of Dave McKean. Disponível em: <http://www.mckean-art.co.uk/> Acesso em: 04 dez 2011.
4. GAIMAN, Neil & MCKEAN, Dave. Comédia trágica ou tragédia  cômica de Mr. Punch: Um romance. Ludimila Hashimoto (Tradução). São Paulo: Conrad Editora, 2010.
5. LOJA Conrad. Conrad Editora. Disponível em: <http://www.lojaconrad.com.br/lojas/conrad/__home.cfm> Acesso em: 04 dez 2011.
6. COMMEDIA dell' arte. Disponível em: <http://www.commedia-dell-arte.com/> acesso em: 04 dez 2011.
7. ESCOLA de Teatro Catarse. Os personagens da commedia dell" arte. Disponível em: <http://escoladeteatrocatarse.wordpress.com/2008/01/15/os-personagens-da-commedia-dellarte/> Acesso em: 04 dez 2011.
8. WIKIPEDIA. Punch e Judy. Atualizado em: 03 nov 2011. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Punch_and_Judy> Acesso em: 04 dez 2011.
9. GAIMAN, Neil & MCKEAN, Dave. Sinal e ruído. Alexandre Boide (Tradução). São Paulo: Conrad Editora, 2011.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Fracasso de público

A nona arte é sempre surpreendente!! Quando se pensa que se viu, ou melhor, já leu de tudo, encontra-se uma grata surpresa como a BD "Fracasso de público"1, 2, escrita e ilustrada por Alex Robinson3, publicada no Brasil pela Gal Editora4, e nos EUA pela Top Shelf5, editora que reúne títulos de artistas como Alan Moore6. Já deixou vontade de procurar pelo volume 2.
A trama corre leve e cheia de enlaces na vida dos personagens. Nada de super-heróis, mas pessoas simples com suas vidas complicadas, contadas de forma magistral. Romance, drama, amizade, humor tudo que vale a pena viver. Conta a estória de amigos que vivem seus dramas pessoais em casa, no trabalho nas mais insólitas situações.
Como personagem o "Sherman Davies" que trabalha numa livraria e quer ser escritor. Seu relacionamento com sua ex-namorada "Sally" e com a atual "Dorothy Lestrade". Entretanto, seu melhor amigo - "Ed Velasquez" - que é um quadrinista, tem um papel relevante na estória. Incentiva "Irving Flavor" - outro quadrinista - a buscar seus direitos em um personagem criado por esse "Nightstalker" para a "Zoom Comics Internacional" (fictícia), que faz enorme sucesso, e que o mesmo não recebe os devidos créditos financeiros.
Outros personagens são conhecidos na trama: "Jane Pekar" e seu namorado "Stephen Gaedel" e "Hildy Kierkegaard".


1. ROBINSON, Alex. Fracasso de público: Heróis mascarados e amigos encrencados. Eliane Gallucci (Tradução). São Paulo: Gal Editora, 2009.
2. GAL Editora. Fracasso de público: Heróis mascarados e amigos encrencados. Disponível em: <http://www.galeditora.com.br/Livros/Fracasso-de-Publico/Descricao.html> Acesso em: 28 nov 2011.
3. ALEX Robinson Comic Book Cavalgade! Disponível em: <http://www.comicbookalex.com/> Acesso em: 28 nov 2011.
4. GAL Editora. Disponível em: <http://www.galeditora.com.br/> Acesso em: 28 nov 2011.
5. TOP Shelf. Disponível em: <http://www.topshelfcomix.com/> Acesso em: 28 nov 2011.
6. ALAN Moore Fan Site. Disponível em: <http://www.alanmoorefansite.com/> Acesso em: 28 nov 2011.

sábado, 19 de novembro de 2011

Fábulas: 1001 Noites

Uma das minhas primeira postagens foi "Fábulas: Lenda no exílio"1, volume 1 da Pixel Media2, selo que pertencia ao Grupo Ediouro3. Essa semana encontrei "Fábulas: 1001 Noites"4, de Bill Willingham5 e ilustrado por diversos artistas: Esao Andrews, Brian Bolland, John Bolton, Mark Buckingham, James Jean, Michael Wm. Kaluta, Derek Kirk Kim, Tara McPherson, Jill Thompson, Charles Vess, Mark Wheatley.
Nessa BD, verdadeira obra de arte da nona arte, Bill Willingham continua a contar as estórias do universo da Fábulas, intrincando as europeias, com as do Oriente Médio6. Nesse volume, Branca de Neve viaja para o palácio do Sultão Rei Shahryar em busca de firmar uma união para combater o Adversário que tem avançado em sua sanha de domínio pelo mundo das Fábulas e anexando os reinos. E surpreendentemente, ela assume o papel de Sheherazade, contando estórias para o Sultão, a fim de ter a vida poupada. Cada estória é ilustrada por um dos artistas citados acima magistralmente. As estórias revelam segredos de vários personagens citados por Bill iniciando pela estória da própria Branca de Neve e o Príncipe encantado, a traição do Príncipe com a irmã de Branca, a Rosa. A vingança de Branca contra os sete anões que a violentaram. O sapo que virou príncipe. A estória de Bigby, o Lobo Mal. A fuga da Terra das Fábulas de Branca e Rosa, junto com a Bruxa da casa de doces, rumo a Nova York. A sereia que vive na fazenda das Fábulas não-humanas. O Rei Cole que se tornou prefeito na colônia de Nova York "Cidade das Fábulas. No final, assim como Sheherazade, Branca é poupada e libertada. Encontra então Sheherazade, que iria se casar com o Sultão que temia pela vida, e diz para a mesma que o Sultão adora estórias.




1. WILLINGHAM, Bill; MEDINA, Lan; LEIALOHA, Steve; HAMILTON, Craig; VALKERBURGH, Sherilyn van. Fábulas: Lendas no exílio. Enzo Fiuza (Tradução). Rio de Janeiro: Pixel Media, 2008.
2. RELATIVA. Editora Pixel Media (Grupo Ediouro) <http://www.relativa.com.br/defaultlivros.asp?Origem=Pesquisa&TipoPesquisa=Editora&PalavraChave=Pixel%20Media%20(Grupo%20Ediouro)&Ordenado=MaisVendido> Acesso em: 19 nov 2011.
3. GRUPO Ediouro. Disponível em: <http://www.ediouro.com.br/site/magazines/> Acesso em: 19 nov 2011.
4. WILLINGHAM, Bill. Fábulas: 1001 Noites. Rio de Janeiro: Pixel Media, 2008.
5. WILLINGHAM, Bill. The story so far...  Disponível em: <http://www.billwillingham.com/> Acesso em: 19 nov 2011.
6. BRASIL Escola. Oriente Médio. Disponível em: <http://www.brasilescola.com/geografia/oriente-medio.htm> Acesso em: 19 nov 2011.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Os 300 de Esparta

A BD de Frank Miller1 e Lynn Varley2 "Os 300 de Esparta"3 publicada em 1998 pela Dark Horse4 e no brasil em 1999, no mesmo formato em cinco volumes pela Editora Abril5 e posteriormente pela Devir6, descreve a Batalha das Termópilas7 ocorrida em 480 a.C. - desfiladeiro localizado na Grécia Central8 que serviu de palco para a batalha entre persas9 e espartanos10quando 300 guerreiros espartanos comandados pelo Rei Leonidas11 lutaram até a morte para refrear o avanço do exército persa do rei Xerxes12 no território grego. O combate atingiu o status de lenda, face à enorme desproporção entre as forças espartanas e persas13. Em 2007 estreio nos cinemas o filme baseado na BD14. Em 1962 também estreou um filme sobre essa batalha épica15. Comenta-se que Rodrigo Santoro irá protagonizar um novo filme interpretando o rei Xerxes16. As capas das cinco edições são muito bonitas e vão da primeira a última capa, infelizmente meu scanner não é amplo.


 

1, DEVIR Livraria. Fank Miller. Disponível em: <http://www.devir.com.br/hqs/frank_miller.php> Acesso em: 15 nov 2011.
2. FACEBOOK. Lynn Varley. Disponível em: <http://www.facebook.com/pages/Lynn-Varley/104113859625797> Acesso em: 15 nov 2011.
3. MILLER, Frank; VARLEY, Lynn. Os 300 de Esparta. Jotapê Martins (Tradução). Vol. 1-5. São Paulo: Editora Abril, 1999.
4. DARK Horse. Disponível em: <http://www.darkhorse.com/> Acesso em: 15 nov 2011.
5. ABRIL. Disponível em: <http://www.abril.com.br/> Acesso em: 15 nov 2011.
6. DEVIR Livraria. Disponível em: <http://www.devir.com.br/> Acesso em: 15 nov 2011.
7. HISTÓRIA do Mundo. Batalha das Termópilas. Disponível em: <http://www.historiadomundo.com.br/grega/batalha-de-termopilas.htm> Acesso em: 15 nov 2011.
8. RIBEIRO Jr, W. A. A Grécia centralMonografia nº 0409. Criação: 30 nov 2001.  Portal Graecia Antiqua. São Carlos. Disponível em: <http://greciantiga.org/arquivo.asp?num=0409> Acesso em: 15 nov 2011.
9. BRASIL Escola. Os persas. Disponível em: <http://www.brasilescola.com/historiag/persas.htm> Acesso em: 15 nov 2011.
10. SUA Pesquisa. História de Esparta. Disponível em: <http://www.suapesquisa.com/pesquisa/esparta.htm> Acesso em: 15 nov 2011.
11. SILVA, Tiago Ferreira. Leonida I de Esparta. Disponível em: <http://www.infoescola.com/biografias/leonidas-i-de-esparta/> Acesso em: 15 nov 2011.
12. UOL Educação. Xerxes 1º. Disponível em: <http://educacao.uol.com.br/biografias/xerxes-1.jhtm> Acesso em: 15 nov 2011.
13. WIKIPÉDIA. Os 300 de Esparta. Postado em: 07 ago 2011. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Os_300_de_Esparta> Acesso em: 15 nov 2011.
14. 300 de Esparta. O filme. <http://www.300deesparta.com.br/filme.htm> Acesso em: 15 nov 2011.
15. ADORO Cinema. Os trezentos de Esparta. Disponível em: <http://www.adorocinema.com/filmes/300-de-esparta/> Acesso em: 15 nov 2011.
16. BERESFORD, Tommy. Portal Cinema é magia. Rodrigo Santoro: Xerxes mais uma vez. Postado em: 07 nov 2011. Disponível em: <http://cinemagia.wordpress.com/2011/11/07/rodrigo-santoro-xerxes-mais-uma-vez/> Acesso em: 15 nov 2011. 

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Corto Maltese: A Juventude

Hugo Pratt1 é para mim um dos maiores artistas da arte sequencial. E tem seu expoente em "Corto Maltese". Essa semana li mais uma BD desse magnífico artista que nos deixou em 1995. Trata-se de uma estória inacabada que foi encomendada pelo jornal publicado em francês "Le Matin"2 editado na Republica Dominicana3. A BD foi publicada em episódios e trata-se dos bastidores da guerra entre a Rússia e o Japão4 que se deu na Coréia5 e Manchuria6, em 1905. A BD colorida de Hugo Pratt, "Corto Maltese: A Juventude"7, obra inacabada por causa de desentendimento entre Pratt e o editor, mas que se tornou uma outra estória de amizade e honra, apresentando "Corto Maltese" mais jovem, mesclado com personagens reais da história como "Jack London"8, pseudônimo de "John Griffith Chaney" escritor americano e Rasputin9 "Gregori Efimovich Rasputin" manipulador e de personalidade contraditória, que nasceu em Tyumen, distrito da Siberia10. O prefácio da obra é de Marco Steiner11 com belíssimas fotos de Marco D'Anna12 que sempre colaboraram com Pratt. Resta-me parabenizar a Editora Nemo13 pela belíssima publicação.


1. INNERGETICUS. Corto Maltese e o mundo de Hugo Pratt. Publicado em: 18 mar 2011. Disponível em: <http://innergeticus.wordpress.com/2011/03/18/corto-maltese-e-o-mundo-de-hugo-pratt/> Acesso em: 11 nov 2011. 
2. WIKIPÉDIA. Le Matin. Postado em: 22 jan 2011. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Le_Matin> Acesso em: 11 nov 2011.
3. REPUBLICA Dominicana. Disponível em: <http://www.godominicanrepublic.com/rd/?lang=es&idioma=1> Acesso em: 11 nov 2011.
4. GUERRAS Brasil Escola. Guerra Russo-Japonesa (1904-1905). Disponível em:  <http://guerras.brasilescola.com/seculo-xx/guerra-russojaponesa.htm> Acesso em: 11 nov 2011.
5. HISTÓRIANET. Coréia: quem dividiu? Disponível em: <http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=162> Acesso em: 11 nov 2011.
6. DESCICLOPÉDIA. Manchuria. postado em: 25 mar 2009. Disponível em: <http://desciclopedia.ws/wiki/Manch%C3%BAria> Acesso em: 11 nov 2011.
7. PRATT, Hugo. Corto Maltese: A Juventude. Ana Ban (Tradução); Marcos Steiner (Prefácio); Marco D'Anna (Fotos). Belo Horizonte: Editora Nemo, 2011.
8. WIKIQUOTE. Jack London. Atualizado em: 28 out 2011. Disponível em:  <http://pt.wikiquote.org/wiki/Jack_London> Acesso em: 11 nov 2011.
9. ALEXANDERPALACE. Gregori Efimovich Rasputin.  <http://www.alexanderpalace.com/2006rasputin/index.html> Acesso em: 11 nov 2011.
10. DISCOVER Siberia. Tyumen the first russian town in Siberia. Postado em: 27 set 2010. Disponível em: <http://discoversiberia.net/cities/tyumen-the-first-russian-town-in-siberia/> Acesso em: 11 nov 2011.
11. EDIZIONI Cadmo. Disponível em: <http://www.cadmo.com/home.asp?page=POP&book=STEINER> Acesso em: 11 nov 2011.
12. MARCO D'Anna. Disponível em: <http://www.marcodanna.ch/> Acesso em: 11 nov 2011.
13. AUTÊNTICA Editora. Editora Nemo. Disponível em: <http://autenticaeditora.com.br/nemo> Acesso em: 11 nov 2011.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Invasão dos Mortos

"Invasão dos Mortos"1, Gal Editora2, editada nos EUA pela Desperado Publishing3. Phil Hester4 (roteiro) com arte nos três primeiros capítulos de John McCrea5 e no quarto capítulo de Will Volley6. BD em preto e branco que vale ser lida e apreciada, roteiro bem delineado e uma ótima pedida para o cinema. 
"Antoine Sharpe" é o personagem central da estória. Ateu, membro de uma agência secreta dos EUA, que investiga e desfralda as ameças sobrenaturais, sagaz, portador de uma inteligencia extraordinária. Não acredita em nada, nem em Deus e nem no mal. Até que se depara com um caso deveras curioso. Os mortos estão voltando e encarnando-se em adolescentes e adultos jovens, como zumbis, e aproveitam quando as pessoas estão dormindo para possuí-las. Ao possuírem os corpos eles  se encaminham para Winnipeg no Canadá. Os corpos são totalmente esgotados. O líder dessa invasão se revela "Benjamim Franklin"- para surpresa de "Sharpe" - e diz que pretendem dominar a cidade de Winnipeg apenas. "Sharpe não acredita nessa proposta e resolve usar uma solução drástica - uma arma biológica "barreira corta fogo", vírus que ataca qualquer ser vivo com mais de trinta e oito graus de febre. Uma vez que os corpos possuídos apresentavam temperatura elevada. O problema é que essa arma poderia matar milhões. Nessa luta ele não estava sozinho, acompanhado de "Melissa Nguyen", cientista canadense membro do "Centro Estratégico e Estudos Internacionais". Infelizmente, após um acidente, "Melissa" desmaia e é possuída por "Benjamim Franklin". "Sharpe" consegue dominá-la e aplica na mesma o vírus. E avisa que se os mortos resolverem voltar. essa arma seria usada em grande escala e não sobraria nenhum possuído. Após esse incidente, todos os possuídos voltam ao normal, e dos males o menor, "Melissa" deu sua vida para salvar a humanidade.


1. HESTER, Phil; MCCREA, John; VOLLEY, Will. Invasão dos Mortos. 1ª ed. Eliane Gallucci e Maurício Muniz (Tradução). São Paulo: Gal Editora, 2010.
2. GAL Editora. Invasão dos Mortos. Disponível em: <http://www.galeditora.com.br/Livros/Invasao-dos-Mortos/Descricao.html> Acesso em: 07 nov 2011.
3. DESPERADO Publishing. Disponível em: <http://www.desperadopublishing.com/> Acesso em: 07 nov 2011.
4. COMIC Vine. Phil Hester. Disponível em: http://www.comicvine.com/phil-hester/26-6833/> Postado em: dez 2007. Acesso em: 07 nov 2011.
5. JOHN McCrea. John McCrea Illustrator & Comic Book Artist. Disponível em: <http://www.johnmccrea.com/> Acesso em: 07 nov 2011.
6. LIVREIRO, O. Volley, Will. Disponível em: <http://www.olivreiro.com.br/autores/1115640-will-volley> Acesso em: 07 nov 2011.
7. UOL Educação. Benjamim Franklin. Disponível em: <http://educacao.uol.com.br/biografias/benjamin-franklin.jhtm> Acesso em: 07 nov 2011.

sábado, 5 de novembro de 2011

100 Balas: O detetive enquadrado

No último volume de 100 Balas "O detetive enquadrado"1, editado pela Panini2, nos encontramos novamente com o homem que recebeu a maleta num quarto de hospital. O "Agente Graves" o encontra com o rosto enfaixado como uma múmia, resultado de um acidente de carro, que conforme as informações na maleta havia sido provocado. Ao sair do hospital "Milo Garret", esse é o nome do nosso personagem, pelo menos é o que ele pensa! Inicia-se então a investigação, pois "Milo" é investigador particular. Ele encontra o"Karl Reynolds" assassinado, no corredor de acesso a sala de "Karl" ele topa com "Lono", já conhecido nosso de outras estórias. Tudo relacionado ao roubo de uma obra de arte, que pasmem, estava na posse de "Megan Dietrich", membro do "Cartel". Ao vislumbrar a pintura uma palavra se destaca na mesma "Croatoa", a palavra chave que despertou "Cole Burns" e que também desperta "Milo", ele era um "Minutemen". No final desse arco de estórias em seis partes, "Milo" ou "Claude Rains"?! É assassinado por "Lono", que foge dali juntamente com "Echo Memoria", uma ladra de artes, estopim de tudo.




1. AZZARELLO, Brian; RISSO, Eduardo. 100 Balas: O detetive enquadrado. Volume 6. Edu Tanaka (Tradução). São Paulo: Panini Comics, 2011.
2. PANINI Comics. Disponível em: <http://www.paninicomics.com.br/web/guest/home> Acesso em: 05 nov 2011.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

100 Balas: Contrabandolero

O volume cinco de 100 Balas "Contrabandolero"1 inicia com uma estória em Paris com o "Senhor Branch", o mesmo personagem de "Parlez Kung Vous". Numa retrospectiva de todas as estórias anteriores, "Branch" conta tudo para uma garota de programa, que ele pensa não entender inglês. E o melhor de tudo, vária páginas desenhadas por papas da nona arte como Frank Miller2, Jim Lee3, Dave Gibbons4, J. G. Jones5, Paul Pope6, Lee Bermejo7, Tim Branstreet8, Joe Jusko9, Mark Chiarello10 e Jordi Bernet11.
A segunda estória apresenta um novo personagem com o rosto enfaixado num quarto de hospital recebendo a maleta do "Agente Graves", que ao sair do quarto dá de cara com um senhor que havia recebido a maleta anos atrás - ou seja, a muito "Graves" distribuí a maleta com as 100 balas - o mesmo vingaria a morte da mulher, assassinada a mando de um "certo político" que morreu assassinado em Dallas. Claro, uma trama cada vez mais bem bolada por Azzarello e retratada por Risso.
O terceiro arco de estória da BD vemos novamente "Dizzy" e o "Senhor Shepherd" em busca de um dos "Minutemen" sem memória  "Wilie Times", mas infelizmente ele não sabe a palavra que tiraria "Wilie" da amnésia como aconteceu com "Cole Burns". No roteiro, contrabando de pássaros e pessoas, e ainda o assassinato de um amigo de "Wilie" o "Doutor Dan", além de um antigo conhecido de "Dizzy" o "Bola Oito".




1. AZZARELLO, Brian; RISSO, Eduardo. 100 Balas: Contrabandolero. Volume 5. Edu Tanaka (Tradução). São Paulo: Panini Comics, 2010.
2. IMBD. Frank Miller. Disponível em: <http://www.imdb.com/name/nm0588340/> Acesso em: 04 nov 2011.
3. COMIC Art Comunity. Jim Lee. Disponível em: <http://www.comicartcommunity.com/gallery/categories.php?cat_id=52> Acesso em: 04 nov 2011.
4. DAVE Gibbons. Disponível em: <http://www.davegibbons.co.uk/> Acesso em: 04 nov 2011.
5. JGJones. Disponível em: <http://www.jgjones.com/> Acesso em: 04 nov 2011.
6. HOLLYWOOD Comics. Paul Pope. Disponível em: <http://www.hollywoodcomics.com/pope.html> Acesso em: 04 nov 2011.
7. LEE Bermejo. Bruises and Black Eyes. Disponível em: 
<http://leebermejo.blogspot.com/> Acesso em: 04 nov 2011.
8. Tim Bradstreet. The Online World of Timothy Bradstreet. Disponível em: <http://timbradstreet.typepad.com/> Acesso em: 04 nov 2011.
9. JOE Jusko. The art of Joe Jusko. Disponível em: <http://joejusko.com/> Acesso em: 04 nov 2011.
10. COMICS the Blog. Mark Chiarello is a name we recognize. Disponível em: <http://comicstheblog.com/2010/12/02/mark-chiarello-is-a-name-i-recognize/> Acesso em: 04 nov 2011.
11. LAMBIEK. Jordi Bernet. Disponível em: <http://lambiek.net/artists/b/bernet.htm> Acesso em: 04 nov 2011.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

100 Balas: Inevitável amanhã

Na sequencia de 100 Balas, o quarto volume " Inevitável amanhã"1, tem na primeira estória o "Senhor Shepherd" numa conversa com "Benito", herdeiro de um dos chefões do "Truste", (Panini Comics passou a chamar "Cartel") conclave de treze famílias que domina a América por baixo do pano. Não fica claro qual o papel de "Shepherd" em relação aos "Minutemen", diante da conversar dúbia com "Benito". No segundo arco de estória "Peixe estragado", "Jack" um viciado perdido na vida, recebeu a maleta do "Agente Graves" e a foto era dele mesmo, o único culpado pela vida que leva. Como tinha 100 balas, antes de morrer resolve levar alguns elementos com ele para o outro lado. No terceiro arco "Balada de um valete", temos a oportunidade de conhecer um pouco de mais de "Benito", que além de rico é um ser de muito sorte no jogo, num carteado leva o dinheiro de "Hank Kowalski", jogador inveterado, suja esposa sofre de um grande mal. "Benito" é apresentado a "Dizzy" pelo "Senhor Shepherd". Também conhecemos um pouco mais do "Cartel" das treze família "Truste" que estão reunidas no hotel cassino. "Benito" e "Megan" personagem que conhecemos no volume um no arco "Tiro pela culatra" são pegos de surpresa por "Kowalski" que queria seu dinheiro de volta, doze mil dólares. "Benito" sai para pegar o dinheiro. Quando retorna, aponta para os bolsos, em um tem o dinheiro no outro uma aposta de 100 mil dólares e pede para "Kowalski" fazer uma escolha, claro que o lado jogador aflora. Paralelo a isso, o "Agente Graves" envia uma mensagem por torpedo para um dos membros do cartel "Daniel Peres", que saí da reunião e o encontra na praia. "Graves" e "Cole Burns" após uma conversa casual com "Peres" o esfaqueiam num banco, numa tentativa de atingir o cartel e mostrar que os "Minutemen" estão ativos e prontos para tudo.




1. AZZARELLO, Brian; RISSO, Eduardo. 100 Balas: Inevitável amanhã. Volume 4. Edu Tanaka (Tradução). São Paulo: Panini Comics, 2010.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

100 Balas: Laços de sangue

O terceiro volume encadernado  da Panini Comics1 de 100 Balas "Laços de Sangue"2, é até agora o melhor arco de estórias que li da série. Não é a toa que ganhou o "Prêmio Eisner de Melhor Arco de História"3.
"Louis Hoghes (Loop)" recebe a maleta com a arma e as cem balas não rastreáveis do "Agente Graves". Na mala informações e foto de seu pai "Curtis", que abandonou a mãe quando ele era criança. "Curtis" teve envolvimento com o "Agente Graves" no passado e atualmente faz cobrança para um mafioso "Nino". "Loop" procura o pai apontando a arma, mas no final acaba abraçando-o.  Como pano de fundo da primeira estória, o assassinato do "Pequeno Moe" e seu pai, personagens da estória curta do primeiro volume da série, que no final observamos o "Agente Graves" entregar uma maleta a um policial que teve a família assassinada, na maleta, uma foto do "Pequeno Moe". Azzarello fica aos poucos costurando vários personagens na trama. Por fim, "Curtis" termina assassinado pelos mafiosos e "Loop" busca vingança. Após levar uma tremenda surra de uma oriental "Tommi Yi", capanga de "Nino", graças a um gargalo quebrado consegue vencer a luta com a oriental e matar o mafioso "Nino". Depois, "Loop" e "Carlos" seu primo, recuperam uma sacola de dinheiro deixado pelo pai de "Loop". "Carlos" convida "Loop" para ir ao hotel que ele está hospedado com "Sophie". "Carlos e Sophie" são os mesmo que no volume dois atropelaram e roubaram dois milhões de dólares de Lono, orientados pelos "Agente Graves". Ao chegarem no quarto do hotel, "Lono" estava lá, e já havia violentado "Sophie", mata "Carlos" e fica com a grana de "Loop". No dia do enterro do pai a polícia aparece e prende "Loop", não por causa dos tiros disparados, mas por que tinha as suas digitais no vidro quebrado, e pasmem, que deu a dica para a polícia foi o próprio "Agente Graves".


1. PANINI Comics. Disponível em: <http://www.paninicomics.com.br/web/guest/home> Acesso em: 02 nov 2011.
2. AZZARELLO, Brian; RISSO, Eduardo. 100 Balas: Laços de sangue. Volume 3. Edu Tanaka (Tradução). São Paulo: Panini Comics, 2010.
3. WILL Eisner. Disponível em: <http://www.willeisner.com/> Acesso em: 02 nov 2011.

domingo, 30 de outubro de 2011

100 Balas: Parlez kung vous

Os volumes 1 e 2 de 100 balas que eu encontrei são da Pixel Media1 e o volume 3 da Panini Books2, e existe um hiato entre o volume 2 e o 3 das duas editoras, faltavam três números (12, 13 e 14 do original americano). Nas minhas buscas por fim, encontrei dois volumes da Pixel, intitulados "100 Balas: Parlez Kung Vous". 
No primeiro volume3 duas estórias com a personagem "Dizzy Cordova", protagonista da primeira estória do primeiro encadernado, foi enviada a Paris pelo "senhor Shepherd" para se encontrar com o "senhor Branch" (repórter americano que também recebeu uma maleta com as 100 balas não rastreáveis, mas que não usou, ao contrário, passou a investigar o agente Graves). Dizzy acaba por se revelar uma grande lutadora. 
No volume 24, "Branch" conta a "Dizzy" um pouco mais sobre a trama que envolve as 100 balas. No qual o agente Graves e Shepherd  "The Minutemen" trabalhavam para o "Truste", uma organização antiga e poderosa que age a margem da lei, ou melhor, acima da lei. Os "The Minutemen" se recusaram a executar uma ação para o "Truste", que seria um crime contra a humanidade, daí foi necessário fingir a morte dos mesmos. Branch, no passado, por investigar a organização, foi ameaçado e teve os dedos das mãos quebrados. Nessa BD também aparece "Cole Burns", personagem do arco de estórias "Coração quente, matador frio" do segundo encadernado. "Cole" recupera a arma não rastreável que estava na posse de "Branch".

 

1. WIKIPÉDIA. Ediouro Publicações. Atualizado em: 20 out 2011. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ediouro_Publica%C3%A7%C3%B5es> Acesso em: 30 out 2011.
2. PANINI Books. Blog oficial da Panini Books.  Disponível em: <http://paninibooks.wordpress.com/> Acesso em: 30 out 2011.
3. AZZARELLO, Brian; RISSO, Eduardo. 100 Balas: Parlez kung vous 1. Heitor Pitombo (tradução). Rio de Janeiro: Pixel Media, 2008.
4. AZZARELLO, Brian; RISSO, Eduardo. 100 Balas: Parlez kung vous 2. Heitor Pitombo (tradução). Rio de Janeiro: Pixel Media, 2008.