terça-feira, 29 de julho de 2014

Azul é a Cor Mais Quente

O amor é livre, sem submissão, sem egoismo e une a todos incondicionalmente! Isso quando se sabe amar e entender o amor. Ele é igual em qualquer condição. Amor é amor.
"Azul é a cor mais quente"1 - originalmente "Le bleu est une couleur chaude", de Julie Maroh2, 3, escritora francesa. Esse foi seu primeiro romance gráfico e recebeu prêmio em 2011, no Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême. Foi adaptado para o cinema com o título: "La vie d'Adèle"3. A graphic novel foi publicada no Brasil em 2013 pela Martins Fontes4.
Clementine é uma jovem adolescente, comum e repleta de dúvidas como todos os jovens, que ama e se diverte, que estuda e procura descobrir suas habilidades. Mas que ao mesmo tempo tenta se encontrar e entender a si mesma. Um dia sem querer, cruza com Emma - uma jovem de cabelos azuis, e um novo sentimento brota dentro dela. O romance conta sobre o descobrimento do amor, os conflitos internos, a negação e a oposição familiar. Todavia, o amor supera tudo. Mas a vida é cheia de surpresas.


1. MAROH, Julie. Azul é a cor mais quente. 1ª ed. Tradução: Marcelo Mori. São Paulo: Martins Fontes, 2013. 162 p. 1ª reimp.
2. JULIE Maroh. Les coeurs exacerbés. Disponível em: <http://www.juliemaroh.com/> Acesso em: 29 jul 2014.
3. WIKIPÉDIA. La vie d'Adele. Atualizado em: 12 jul 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/La_vie_d%27Ad%C3%A8le> Acesso em: 29 jul 2014.
4. MARTINSFONTES. Azul é a cor mais quente. Disponível em: <http://www.martinsfontespaulista.com.br/azul-e-a-cor-mais-quente-458673.aspx/p> Acesso em: 29 jul 2014.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

A Ilíada de Homero

"A Ilíada"1, 2 de Homero3, primeira vez que li o texto adaptado por Nestor de Holanda4 (1921 - 1970), a partir da obra original de Alfred John Church(1829 - 1912). É uma versão reduzida do clássico, que pode ser encontrada completa no link Livros Digitais2.
A obra conta a guerra que durou dez anos entre os gregos e troianos, mais conhecida como A Guerra de Tróia6, 7, que se iniciou por causa do sequestro de Helena por Páris, que junto levou ouro e pedras preciosas. Formou-se então uma aliança por causa de um antigo pacto. E diversos heróis, incluindo Aquiles8 e Ulisses9, unem-se contra os troianos. O livro conta os eventos ocorridos no último ano da guerra, culminando com a morte de Aquiles e a entrada do Cavalo de Tróia10 nas muralhas.
Livro publicado pela Ediouro11, "Clássicos para o jovem leitor", em 1999.


1. HOMERO, A Ilíada. 3 ed. Adaptação de: Nestor de Holanda. Rio de Janeiro: Ediouro, 1999. 172 p. ISBN: 85-00-92945-6.
2. LIVROSDIGITAIS. Ilíada de Homero. Disponível em: <http://www.livros-digitais.com/homero/iliada/sinopse> Acesso em: 28 jul 2014.
3. EDUC. Homero. Disponível em: <http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/hfe/protagoras/links/homero21.htm> Acesso em: 28 jul 2014.
4. WIKIPÉDIA. Nestor de Holanda. Atualizado em: 30 abr 2012. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Nestor_de_Holanda#ADAPTA.C3.87.C3.83O> Acesso em: 28 jul 2014.
5. BALDWIN Online Children's project, The. Alfred J. Church. Disponível em: <http://www.mainlesson.com/displayauthor.php?author=church> Acesso em: 28 jul 2014.
6. FÁBULASECONTOS. A Guerra de Tróia. Disponível em: <http://www.fabulasecontos.com.br/?pg=descricao&id=288> Acesso em: 28 jul 2014.
7. WIKIPÉDIA. Guerra de Tróia. Atualizado em: 28 jul 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_de_Troia> Acesso em: 28 jul 2014.
8. SUAPESQUISA. Aquiles. Disponível em:<http://www.suapesquisa.com/pesquisa/aquiles.htm> Acesso em: 28 jul 2014.
9. PORTUGUESFREIXO - BlogsSapo. Ulisses - A História - Língua Portuguesa. Postado em: 09 jan 2008.  Disponível em: <http://portuguesfreixo.blogs.sapo.pt/1969.html> Acesso em: 28 jul 2014.
10. WIKIPÉDIA. Cavalo de Tróia. Atualizado em: 12 jul 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Cavalo_de_Troia> Acesso em: 28 jul 2014.
11. EDIOURO. Disponível em: <http://ediouro.com.br/novo/livros> Acesso em: 28 jul 2014.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Vitor Hugo: Os Miseráveis

Hoje, 25 de julho Dia do Escritor1, uma doce homenagem comentando sobre o livro "Os Miseráveis"2 - originalmente "Les Miserable" - de Vitor Hugo3 (26 fevereiro 1802 - 22 maio 1995). Então, agora já no fim das férias, decidi-me e comecei a ler. De fato um livro grandioso. A edição que tenho em mãos foi publicado pela Hemus Editora Limitada, hoje selo editado pela Leopardo Editora4.
Nunca assisti nenhuma versão para o cinema, mas agora vou buscar uma delas e assistir.
O livro foi iniciado em 1846 e interrompido em 1848 devido a Revolução Francesa5, e reiniciado em 18516. Considerado a maior obra do século dezenove. 
Conta uma história de transformação, fé, amor, abnegação, honra e respeito. Os personagens são amarrados de forma magistral. O autor começa com a apresentação do bispo de Digne - Carlos Francisco Bienvenu Myriel, um homem de setenta e cinco anos que aparece no início do livro, mas sua ação perante um ex-condenado - João Valjean, o transforma. Apesar de perseguido e tendo de viver disfarçado e sempre escondido, sempre se portou de forma honrada. O autor passa pela batalha de Waterloo e a queda de Napoleão7, um capitulo inteiro descrevendo a guerra, mas isso porque um dos personagens participa dela e influencia a vida do filho de um homem que salvou, embora a intenção fosse roubar. E depois pela revolução em prol da república. 


1. CALENDÁRIOBR. Dia do Escritor. Disponível em: <http://www.calendariobr.com.br/dia-do-escritor> Acesso em: 25 jul 2014.
2. HUGO, Vitor. Os Miseráveis. Tradução: José Maria Machado. São Paulo: Hemus Editora Ltda, s/d. 520 p.
3. BIOGRAPHY. Vitor Hugo. Disponível em: <http://www.biography.com/people/victor-hugo-9346557> Acesso em: 25 jul 2014
4. LEOPARDO Editora. Os Miseráveis. Disponível em: <http://www.leopardoeditora.com.br/> Acesso em: 25 jul 2014.
5. HISTÓRIADOMUNDO - Portal R7  Revolução Francesa. Disponível em: <http://www.historiadomundo.com.br/idade-moderna/revolucao-francesa.htm> Acesso em: 25 jul 2014.
6. BARROSO, Ivo - O ESTADÃO . 'Os Miseráveis' de Vitor Hugo, faz 150 anos. Postado em: 03 abr 2012. Disponível em: <http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,os-miseraveis-de-victor-hugo-faz-150-anos-imp-,856847> Acesso em: 2014.
7. WIKIPEDIA. Waterloo. Atualizado em: 22 jun 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Batalha_de_Waterloo> Acesso em: 25 jul 2014.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

A, Vida e a Época de William Shakespeare

"A, Vida e a Época de William Shakespeare"1, escrito e copilado por Dra. Kristen McDermott2 e Dr. Ari Berk3 e ilustrado por The Templar Company4. Publicado pela Ciranda Cultural Editora e Distribuidora5.
Uma obra de arte divina. Organizada como se fosse um livro de recorte feito pelo próprio Shakespeare para sua filha Judith, no ano de 1613. Apresentando trechos de suas peças, hábitos e costumes da época vivida em Londres, os tipos comuns, a plebe e corte inglesa. Amigos da arte como atores e autores, fatos ocorridos em sua vida. Muito linda essa publicação!


1. MCDERMOTT, Kristen; BERK, Ari. A, Vida e a Época de William Shakespeare. São Paulo: Ciranda Cultural Editora e Distribuidora, 2011. 30 p. 9788538020509.
2. GOODREADS. Kristen McDermott. Disponível em: <http://www.goodreads.com/author/show/388787.Kristen_McDermott> Acesso em: 24 jul 2014.
3. ARIBERK. William Shakespeare, his live and times. e Disponível em: <http://www.ariberk.com/shakespeare.html> Acesso em: 24 jul 2014.
4. TEMPLAR Publishing. Disponível em: <http://www.templarco.co.uk/index.htm> Acesso em: 24 jul 2014.
5. CIRANDA Cultural. Disponível em: <http://www.grupocirandacultural.com.br/catalogo/index.php> Acesso em: 24 jul 2014.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Star Trek: The Visual Dictionary, The Ultimate Guide to Caracters, Aliens and Tecnology

A série Star Trek1, 2, sempre povoou meus sonhos infantis e eu cresci gostando desse universo fantástico e suas aventuras espaciais, para as estrelas e além. Muitas das tecnologias apresentadas na série original de uma forma ou de outra, hoje faz parte de nossas vidas. Como exemplo, o telefone celular. Afinal que tipo de aparelho era aquele que eles utilizavam? Era um comunicador pessoal!
Adorei a publicação em inglês que encontrei "Star Trek: The Visual Dictionary, The Ultimate Guide to Caracters, Aliens and Tecnology"3. publicação da Dorling Kindersley4, no ano de 2013, e escrito por Paul Ruditis5.
A publicação vem com belíssimas fotos. Apresentando o elenco das várias versões de Star Trek, e a suposta tecnologia utilizada pelos personagens: armas, naves, comunicadores, brasões, alienígenas e sua localização na galáxia. Imperdível!!!



1. STARTREK Homepage. Disponível em: <http://www.startrek.com/> Acesso em: 23 jul 2014.
2. WIKIA. Star Trek - Memory Alpha, The Star Trek Wikia. Disponível em: <http://www.startrek.com/> Acesso em: 23 jul 2014.
3. RUDITIS, Paul. Star Trek: The Visuyal Dictionar, The Ultimate Guide to Caracters, Aliens and Tecnology. Great Britain: Dorling Kindersley, 2013. 100 p. ISBN: 978-1-40932-341-9.
4. DK - A Word of Ideas: See all there is to Know. Star Trek: The Visuyal Dictionar. Postado em: 01 mar 2013. Disponível em: <http://www.dk.co.uk/nf/Book/BookDisplay/0,,9781409323419,00.html?/Star_Trek_the_Visual_Dictionary_Paul_Ruditis> Acesso em: 23 jul 2014.
5. PAUL Ruditis. Bio. Disponível em: <http://www.paulruditis.com/bio/> Acesso em: 23 jul 2014.

terça-feira, 15 de julho de 2014

Perry Rhodan: O Pavor

Segundo meu amigo Dio - aficionado em Perry Rhodan1, William Voltz2, 3 (Wilhelm Karl Voltz - 28 jan 1938 - 24 mar 1984), que escreveu também com os pseudônimos de Detlef Kaufmann e Ralph Stevens é seu escritor favorito da série. Seu primeiro romance foi justamente o volume 74 do segundo ciclo: "Perry Rhodan: O Pavor"4 - originalmente "Das Grauen" - e o último que escreveu foi o número 1165 "Lágrimas de Einstein" - originalmente "Einsteins Tränen" - os grandes fãs contam que provavelmente a mais famosa estória seja a que ele escreveu para o milésimo número da série "O Terrano" - originalmente "Der Terraner".
Em "O Pavor", depara-se com várias missões enviadas a diferente locais da galáxia por Perry Rhodan, a fim de investigar se o Imperador-Positrônico dos Arcônidas havia ou não enviado espiões para descobrir o paradeiro da Terra. Especificamente uma dessas missões é contada nesse episódio. 
No planeta Epan, uma arena e um gladiador lutando contra um sáurio de pescoço comprido, era Mataal. Assistindo essa batalha e disfarçados de nativos Walt Scoobey e Marcus Everson - o primeiro Imediato da nave K-262 e o outro o Comandante. Teriam que encontrar o contato que os levaria a Godstein - um jovem mutante com capacidade telepática que estava investigando o planeta em sua primeira missão. Súbito, veem no gladiador as características do contato. Após o show encontram Mataal que era uma celebridade daquele planeta pouco desenvolvido e que os comunicou que Godstein estaria em sua casa. Lá, encontram o mutante numa espécie de torpor com olhar vidrado. Mataal revela que sabia que eles não eram nativos do planeta. Diante desse fato, veem-se obrigados a levá-lo na nave com destino à Terra.
Na nave, os tripulantes ficam atônitos com pesadelos e a impressão de uma presença estranha. Então, o primeiro tripulante a sofrer uma especie de transe paralítico é o Cadete Ramirez. Goldstein comunica a Everson que teria trazido a morte à bordo, sendo ele mesmo um dos afetados. Logo todos ficam em quarentena. O aparelho de comunicação da nave é sabotado. Realizam os saltos para a quinta dimensão com destino à Terra. Mas gradativamente com a perda da tripulação fica impossível realizar a última transição com destino ao Sistema Solar. Todos são suspeitos e Mataal é drogado, mas os atos insanos continuam.
Por fim, uns poucos ainda despertos, incluindo Everson e a dúvida de quem é o responsável por aquela insanidade. A nave é sabotada e dois homens são enviados para os reparos, mas o contato é perdido. Numa tentativa de chegar até eles a escada de acesso simplesmente dissolve no ar. Goldstein acusa o médico de bordo - Doutor Morton, que é nocauteado.
Logo, descobre-se que Goldstein era o responsãvel. Pois em Epan, novos poderes surgiram, além de telepata agora era capaz de alterar ou transformar matéria e estava com ideias de ser o novo líder que a Terra necessitava, para isso precisava levar a nave para outro local e desenvolver os seus poderes e posteriormente depor Rhodan. Everson e a tripulação são obrigados a se submeterem ao mutante.
Porém uma virada acontece. Goldstein não era consciente dos seus atos. Mataal não era um eponense, mas um ser cuja nave caiu no passado naquele planeta. Ele tinha a capacidade de alterar a matéria, inclusive o próprio corpo, assumindo a identidade de um nativo de Epan. Foi então capaz de induzir os novos poderes de Goldstein e de incutir o desejo de dominação que eram os dele mesmo. Entretanto, Goldstein inconscientemente havia projetado uma imagem sua fora da nave, existindo em dois locais e esse que estava fora não tinha o domínio de Mataal e tentava despertar Goldstein. Mas Mataal descobre e elimina a projeção e tira os novos poderes do mutante. Todavia, um corpo metálico movido telecineticamente por Godstein estava sobre Mataal, que despenca sobre a cabeça do alienígena, que morto volta a sua forma original, com aspecto de morcego. Quase que Rhodan teria que enfrentar um inimigo poderosíssimo.

1. PERRY Rhodan. FAQ Perry Rhodan. Disponível em: <http://www.perry-rhodan.us/faq/faq.html> Acesso em: 15 jul 2014.
2. DELGADO-PROJETO. William Voltz. Postado em: 05 out 2010. Disponível em: <http://delgado-projeto.blogspot.com.br/2010/10/william-voltz.html> Acesso em: 15 jul 2014.
3. WILLIAM Voltz Award. Disponível em: <http://www.williamvoltz.de/> Acesso em: 15 jul 2014.
4. VOLTZ, William.  Perry Rhodan: O Pavor. P.74. 2º ciclo. Tradução: Richard Paul Neto. Ciclo 1 a 5 completo. Postado em 13 abr 2009. Disponível em: <http://josueperini.blogspot.com.br/search?q=perry> Acesso em: 06 jun 2014.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Flex Mentallo: O Homem dos Músculos Mistério

Criado por Grant Morrison1 para o o grupo Patrulha do Destino2, 3, no número trinta e cinco da série, no ano de 19914 - "Flex Mentallo: O Homem dos Músculos Mistério"5, 6, originalmente editado em quatro números pela DC Comics para o selo Vertigo, em 1996. Publicado em edição de luxo pela Panini7, em 2013.
Flex tem o poder de alterar a realidade ao flexionar os músculos. Quando esterna sua força, aparece um halo de luz e as palavras "HERO OF THE BEACH" (HERÓI DA PRAIA). Embora criado em 1991, Morrison conta que Flex é um herói da "Era de Ouro dos Quadrinhos"8 que havia esquecido suas origens. A partir dos delírios de um artista de quadrinhos e roqueiro Wallace Sage, que quando criança fora abduzido e teve incutida em sua mente uma palavra-chave (mágica), que seria capaz de libertar de sua mente toda uma gama de heróis em universo repleto de super-seres. O roteiro conta com arte de Frank Quitely9.


1. GRANT Morrison - The Official Website. Disponível em: <http://www.grant-morrison.com/> Acesso em: 14 jul 2014. 
2. WIKIPÉDIA. Patrulha do Destino. Atualizada em: 27 mar 2013. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Patrulha_do_Destino> Acesso em: 14 jul 2014.
3. ATLANTIC, The. Grant Morrison's Domm Patrol: The craziest superhero story ever told. Postado em: 17 abr 2014. Disponível em: <http://www.theatlantic.com/entertainment/archive/2014/04/doom-patrol/360616/> Acesso em: 14 jul 2014.
4. DC Comics. Disponível em: <http://www.dccomics.com/> Acesso em: 14 jul 2013.
5. VERTIGOCOMICS. Flex Mentallo: Homem de Músculos do Mistério DeLuxe Edition. Disponível em: <http://www.vertigocomics.com/graphic-novels/flex-mentallo-man-of-muscle-mystery-deluxe-edition> Acesso em: 14 jul 2014.
6. MORRISON, Grant; QUITELY, Frank. Flex Mentallo: O Homem dos Músculos Mistério. Edição de Luxo. Tradução: Érico Assis/FD. Barueri, SP: Panini Books, 2013. ISBN: 978-85-65484-55-8.
7. PANINI Comics. Livro Flex Mentallo. Disponível em: <http://www.paninicomics.com.br/web/guest/productDetail?viewItem=723269> Acesso em: 14 jul 2014.
8. QUADRINHEIROS. A História das Histórias em Quadrinhos: A Era de Ouro. Postado em: 12 abr 2013. Disponível em: <http://quadrinheiros.wordpress.com/2013/04/12/a-historia-das-historias-em-quadrinhos-a-era-de-ouro/> Acesso em: 14 jul 2014.
9. PINTEREST. Art of Frank Quitely. Disponível em: <http://www.pinterest.com/psun22/art-of-frank-quitely/> Acesso em: 14 jul 2014.

Bloquinho Cinema Apresenta: Planeta dos Macacos

Mais um grande sucesso da década de 1970 publicado pela Bloch Editores1, a BD "Planeta dos Macacos"2, 3, 4, 5, foram dezessete revista em formatinho e e mais um especial com a quadrinização do primeiro filme. Editado originalmente pela Marvel Comics6, entre os anos de 1974 e 1977. Com adaptação dos cinco filmes da década de setenta, textos sobre as locações dos filmes, fotos e curiosidades, além de comentários sobre a série de televisão. Roteiros de Doug Moench7 e Gerry Conway8 e arte de Mike Esposito9, Mike Ploog10, George Tuska11 e vários outros12, 13. Muito legal as revistas desse período.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1.WIKIPÉDIA. Bloch Editores. Atualizado em: 30 mar 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Bloch_Editores> Acesso em: 14 mar 2014.
2. QUADRIKOMICS. Planeta dos Macacos. Postado em: 26 jul 2011. Disponível em: <http://quadrikomics.blogspot.com.br/2011/07/planeta-dos-macacos-bloch.html> Acesso em: 14 jul 2014.
3.BIOGRAFIAS e Coisas.com. Editora Bloch. Postado em: 27 abr 2012. Disponível em: <http://desmanipulador.blogspot.com.br/2012/04/antiga-instalacaao-da-editora-bloch.html> Acesso em: 14 jul 2014.
4. WIKIPEDIA. Planet of the Apes (Comics). Atualizado em: 10 jul 2014. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Planet_of_the_Apes_(comics)> Acesso em: 14 jul 2014.
5. HANTER'S Planet Of The Apes Archive. Planet of the Apes: Ultimate Marvel Edition.<http://pota.goatley.com/marvel-ultimate.html> Acesso em: 14 jul 2014.
6. MARVEL  Comics. Disponível em: <http://marvel.com/> Acesso em: 14 jul 2014.
7. HANTER'S Planet Of The Apes Archive. The Unpublisnhed Doug Moench Apes Stories. Disponível em: <http://pota.goatley.com/moench.html> Acesso em: 14 jul 2014.
8. WIKIPEDIA. Gerry Conway. Atualizado em: 14 mai 2014. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Gerry_Conway> Acesso em: 14 jul 2014.
9 WIKIPEDIA. Mike Esposito (Comics). Atualizado em: 01 jun 2014. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Mike_Esposito_(comics)> Acesso em: 14 jul 2014.
10. REDCOMICS. MIke Ploog Original Art. Disponível em: <http://www.reedcomics.com/mike-ploog-original-art-c-105_1777.html> Acesso em: 14 jul 2014.
11. LAMBIEK. George Tuska. Disponível em: <http://www.lambiek.net/artists/t/tuska_george.htm> Acesso em: 14 jul 2014.
12. BLOCH Editores. Bloquinho Cinema Apresenta: Planeta dos Macacos, nº 1-17, Rio de Janeiro, 1975-1976.
13. BLOCH Editores. Bloquinho Cinema Apresenta: Planeta dos Macacos Edição Espcial 1, Rio de Janeiro, 1975.

sábado, 12 de julho de 2014

Capitão Mistério Apresenta: Histórias Fantásticas

O terror que eu lia no começo da minha adolescência vinha das revistas publicadas na década de setenta pela Editora Bloch1. Entre essas BDs a revista "Capitão Mistério Apresenta: Histórias Fantásticas"2. Foram publicadas histórias de terror da Marvel Comics3, histórias curtas como as da revista Kripta4.  Além de personagens como Blade, o Faquista (Blade, o Matador de Vampiros, o mesmo da trilogia do cinema), com roteiros de Marv Wolfman5 e arte de Gene Colan6Morbius, o Vampiro Vivo de Doug Moench7 e Sonny Trinidad8, Morbius era um personagem em busca de uma cura para sua maldição, pois seu mau vinha de uma doença rara no sangue, procurando a cura se transformou num vampiro que não tinha morrido para renascer sugador de sangue e muitas vezes enfrentava outros vampiros e monstros; Salomão Kane que na capa do número quatro aparece ao lado da Sonja, a Guerreira; O Exorcista - Gabriel  - de Doug Moech e arte de Billy Graham9que envolvia sempre exorcismo e luta contra o mal; Além de diversas histórias baseadas em contos de escritores famosos como H. P. Lovecraft10, 11, 12.


   

 

 

 

1. WIKIPÉDIA. Bloch Editores. Atualizado em: 30 mar 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Bloch_Editores> Acesso em: 12 jul 2014.
2. BLOCH Editores. Capitão Mistério Apresenta: Histórias Fantásticas. nº 1-10, Rio de Janeiro, 1976-1977.
3. MARVEL Comics. Disponível em: <http://marvel.com/comics> Acesso em: 12 jul 2014.
4. NOITE Sinistra. Revista Kripta. Postado em: 16 fev 2014. Disponível em: <http://noitesinistra.blogspot.com.br/2014/02/revista-kripta.html#.U8F6rK1dXsg> Acesso em: 12 jul 2014.
5. MARV Wolfman. Dispónível em: <http://www.marvwolfman.com/marv/frontpage.html> Acesso em: 12 jul 2014.
6. INVINCIBLE Gene Colan, The. Disponível em: <http://genecolan.blogspot.com.br/> Acesso em: 12 jul 2014.
7. RANDONHOUSEKIDS. Doug Moench. Disponível em: <http://www.randomhousekids.com/authors-illustrators/detail/2641#.U8F9061dXsg> Acesso em: 12 jul 2014.
8. WIKIPEDIA. Sonny Trinidad. Atualizado em: 27 jun 2014. Disponível em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Sonny_Trinidad> Acesso em: 12 jul 2014.
9. WIKIPEDIA. Billy Graham (Comics). Atualizado em: 23 jun 2014. <http://en.wikipedia.org/wiki/Billy_Graham_(comics)> Acesso em: 12 jul 2014.
10. H. P. Lovecraft, Archive, The. Disponível em: <http://www.hplovecraft.com/> Acesso em: 12 jul 2014. 
11. HQ Memória. Capitão Mistério Apresenta. Disponível em: <http://hqmemoria.quadrinho.com/?p=6> Acesso em: 12 jul 2014.
12. MINHATECA. Histórias Fantásticas. Disponível em: <http://minhateca.com.br/Lorde_Velho/HQs/Capit*c3*a3o+Mist*c3*a9rio/Historias+Fantasticas> Acesso em: 12 jul 2014.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Perry Rhodan: Os Três Desertores

Finalmente os deportados da Terra, colonos do planeta Fera Cinzenta, sétimo planeta do sistema solar de Mirtar, retornam para o sistema solar da Terra. Não para a Terra, mas para Vênus. E cerca de mil são admitidos nas forças armadas do Império Solar de Perry Rhodan1. Fatos relatados no volume 73 da série "Os três desertores"2. Tal fato aconteceu porque os cálculos matemáticos demonstraram que o sistema solar de Mirta dentro de dez meses seria englobado por outro universo. 
Porém, dentre os colonos que foram admitidos para treinamento e assumir a base de Fera Cinzenta, ainda haviam homens que eram contra Perry Rhodan. E três deles: Walter Suttney, Ronson Lauer e Oliver Roane pretendiam agir de maneira imprópria. Planejaram e sequestraram uma nave que dispunha do novo sistema capaz de impedir que a nave fosse detectada após um salto para a quinta dimensão. E escolheram justamente a nave do Primeiro-Tenente Gunter Chellich - quando as naves estão em solo, sempre fica um oficial de plantão, e nesse caso era Chellich. Os radares detectam a partida da nave, mas não conseguem acompanhar seu destino.
Walter Suttney, Ronson Lauer e Oliver Roane eram membros dos Filósofos da Natureza comandados por Walter S. Hollander - que foi condenado à morte por tentar subjugar o colonos de Fera Cinzenta. Entretanto, como relatado nas resenhas anteriores, Horace O. Mullon, junto com outros homens de fibra, conseguiram detê-lo. Mas o vírus da discórdia ficou vivo. E esses três perpetraram um plano de capturar uma nave gazela e partir para um sistema solar próximo ao que Rhodan havia forjado ser a localização da Terra. Seria o sistema de Latin-Oor - fato relatado em "Tigris erra o salto"3. Dali pretendiam enviar uma mensagem para o Imperador de Arcón, no qual teriam informação sobre a verdadeira localização da Terra.
Mas não contavam que Chellich saberia agir de forma a impedir tal intento. Aproveitando-se da distração de Roane, realizou uma operação indevida, acionando dois botões separadamente, quando deveriam serem acionados simultaneamente.
Rhodan colocou toda frota do Império Solar de prontidão e enviou naves para vários pontos da galáxia a fim de localizar a nave sequestrada, acreditando que Chellich não coadunava com os três desertores. Ele mesmo estava na Drusus, uma nave esférica de proporções gigantescas. A bordo da Drusus estava Horace O. Mullon, que fez questão de ficar de prontidão no sistema de localização, quase sem dormir. Súbito, ele captou a transição da gazela, graças a operação realizada por Chellich. Mullon quase em exaustão repassa o que descobriu e cai desmaiado, sendo conduzido à enfermaria.
Imediatamente Rhodan ruma para os setores próximos a transição final da gazela e fica de prontidão, quando o setor de comunicação recebe uma mensagem endereçada as naves do Império Arcônida:

"Atenção, todas as naves Arcônidas! Aqui fala Walter Suttney, um fugitivo do planeta Terra. (...) Tenho uma informação para os senhores. Uma informação importante, relativa à posição galáctica da Terra. Apressem-se, se estiverem interessados nesta informação. Esta transmissão também está sendo captada por naves terranas e as mesmas procurarão deter-me antes que possa transmitir-lhes as informações a que acabo de aludir. Atenção, todas as naves arcônidas! Aqui fala Walter Suttney"

Por ordem de Suttney, Chellich pousou no planeta interior do sistema, que tinha uma temperatura diurna média de setenta graus centígrados, batizado por Chellich de Tântalo. Suttney pretendia se esconder. Preferia pousar num planeta escaldante a ser aprisionado pelas naves terranas.
Os radares da Drusus, após vinte minutos da mensagem enviada, contaram quatro mil cento e quinze abalos. Era o número de naves da frota robotizada de Árcon. A mesma reagira imediatamente ao chamado de Suttney.
Chellich pousou a nave próximo a uma cadeia de montanhas. E Suttney enviou sinais goniométrico por meia hora, não esperava que Rhodan já estivesse nas imediações e apenas a naves de Arcon localizariam os sinais. Imediatamente os três desertores resolvem abandonar a nave utilizando trajes espaciais levando os dados referentes à localização do sistema solar da Terra. Chelich foi atingindo por um raio e desmaiou, depois destruíram os demais trajes. Isso porque tinham receio de Rhodan está lá no espaço e resolvesse destruir a gazela.
Rhodan se aproxima das naves de Arcon, demonstrando o seu poder de fogo e avisa ao comandante da nave que estava perseguindo fugitivos da Terra e que não deveriam se intrometer. O comandante era um Naat. Entretanto, oito horas após essa mensagem, uma pequena nave arconida tenta pousar no planeta. Mas a nave Barbarossa, sobre o comando do General Deringhouse, disparam e destroem a nave. Meia hora depois Rhodan decola numa gazela com destino a Tântalo.
Chellich ao despertar e constatando que não teria trajes espaciais, arrisca desembarcar. Por sorte o ar era respirável, mas como já citado, extremamente quente durante do dia, Por sorte era noite, e as temperatura mais amenas. Segue então os passos dos desertores que se dirigiam às montanhas. Os desertores viram uma nave ser destruída e os destroços caírem. Estava claro que Rhodan teria chegado também. 
Os desertores começam a se desentender. Walter Suttney é assassinado por Ronson Lauer. Chellich fazia sua caminhada sofrendo os rigores do planeta e encontrou o corpo de Suttney e viu a gazela ser destruída. 
Rhodan envia uma mensagem para os desertores. e Lauer responde que quer fazer um acordo. Queria uma gazela para fugir dali e caso fosse atacado transmitiria a localização da Terra para os arconida. Rhodan sabia que não poderia fazer isso. Colocaria a Terra em perigo.
Chellich, em uma localização superior, observou Ronson Lauer e Oliver Roane. Então teve a ideia de jogar uma rocha sobre os dois. Viu a rocha deslizar e arrastar os dois desertores. Com muita dificuldade consegue alcançar o transmissor que caíra, a tempo de ouvir a voz de Rhodan propondo anistia a Lauer e uma vida livre na Terra. Chellich responde que o perigo havia passado e que o resgatasse. Após esses eventos o tenente seria promovido a capitão. Roane não morreu. Teve a perna direita esmagada e foi amputada. Chellich dormiu por três dias e quando despertou já estava em Fera Cinzenta e a primeira pessoa que viu foi Mullon.


1. AMAZINGSTORIE. What the%&*# is Perry Rhodan. Postado em: 13 set 2013. <http://amazingstoriesmag.com/2013/09/perry-rhodan/> Acesso em: 11 jul 2014.
2. MAHR, K. . Perry Rhodan: Os três desertores. P.73. 2º ciclo. Tradução: Richard Paul Neto. Ciclo 1 a 5 completo. Postado em 13 abr 2009. Disponível em: <http://josueperini.blogspot.com.br/search?q=perry> Acesso em: 06 jun 2014.
3. BANDA Desenha e Fantasia - Blogspot. Perry Rhodan: Tigris erra o salto. Postado em: 06 jul 2014. Disponível em: <http://irineu-bandadesenhadaefantasia.blogspot.com.br/2014/07/perry-rhodan-tigris-erra-o-salto.html> Acesso em: 11 jul 2014.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Perry Rhodan: Os Embaixadores de Aurigel

Perry Rhodan1, 2, grande administrador do Império Solar da série homônima. No volume 72 do segundo ciclo "Os Embaixadores de Aurigel"3, segue a quarta aventura dos oito mil colonos deportados da Terra e que estão no planeta Fera Cinzenta. Na verdade é o sistema solar de Mirta e eles habitam o sétimo planeta, isolado das rotas comerciais do Império Arcônida. Todavia, no décimo segundo planeta também tem vida inteligente - Os Peepsies, que protagonizaram uma invasão e escravizaram os colonos, mas graças a uma grande estratégia, conseguiram detonar uma bomba e destruir uma nave dos Peepsies. Porém, os colonos eles precisavam resolver esse problema e mais uma vez, utilizando uma nave auxiliar modificada, eles partem rumo ao décimo segundo planeta, disfarçados de Embaixadores de Aurigel, numa tentativa de desestruturar o planeta do Peepsies.
São bem recebidos pelos Peepsies que diante de seres que demonstravam possuir uma tecnologia superior é necessário ter respeito. Mas não ficaram a toa. Imediatamente, aproveitando que aqueles alienígenas estavam fora da nave, Iij-Juur-Eelie - Rei-Presidente do Planeta Peep, e que também era ditador - enviou espiões para descobrir o planeta de origem e conhecer a tecnologia. 
os Peepsies estavam muito apreensivos, pois o planeta estava superpovoado, e necessitavam com urgência dos cereais cultivados no sétimo planeta pelos escravos humanos - eles não sabiam que a nave havia sido destruída e estavam planejando enviar uma outra para descobrir o que teria acontecido por ter perdido o contato. Todavia, os humanos já haviam previsto isso e deixaram mapas falsos. Havia um ambiente secreto com humanos que observaram a nave ser invadida.
Mullon e Chellich - líderes da missão, descobriram que uma parte da população do planeta estava insatisfeita e que alguns estariam organizado contra o governo. Recebem um contato desses rebeldes e promovem um encontro. Entretanto, no encontro seguinte com esses revolucionários são presos, pois o transporte em que estavam fora grampeado. Um espião e tradutor dos Peepsies - Fij-Gul, relacionou o nome da nave com a língua dos escravos do sétimo planeta, descobrindo que os alienígenas não eram de Aurigel. Então prisioneiros, a nave seria invadida. Todavia, os humanos escondidos na nave, ligaram um campo de força, impedindo o acesso. Presos, os humanos são libertados por um revolucionário e invadem a sala do Rei-Presidente, mas são sitiados do lado de fora do prédio, ficando impossível uma fuga. 
Súbito, naves chegam ao planeta. Eram naves do Império Solar. O sistema de Mirta em alguns meses entraria em sintonia com o universo paralelo que engoliria toda forma de vida e por isso aquele sistema se tornou estratégico para Perry Rhodan. Dessa forma, os Peepsies se viram obrigados a negociar e libertar os prisioneiros.


1. BLOG DE César Maciel - Wordpress. Disponível em: <http://cesarmaciel.wordpress.com/> Acesso em: 10 jul 2014.
2. PERRY Rhodan. Disponível em: <http://www.perry-rhodan.us/> Acesso em: 10 jul 2014.
3. MAHR, K. . Perry Rhodan: Os Embaixadores de Aurigel. P.72. 2º ciclo. Tradução: S. Pereira Magalhães. Ciclo 1 a 5 completo. Postado em 13 abr 2009. Disponível em: <http://josueperini.blogspot.com.br/search?q=perry> Acesso em: 06 jun 2014.

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Druuna de Serpieri

A obra máxima de Paolo Eleuteri Serpieri1, 2, italiano nascido em Genova é sem dúvida "Druuna"3. Foram sete álbuns. Druuna foi apresentada ao grande público em uma publicação de quatorze páginas em 19814, "In his likeness". Mas somente passou a ser conhecida nas publicações da revista Heavy Metal a partir de 1986, mas também foi publicada em diversas outras. Foram nove publicações na Heavy Metal americana, respectivamente nos números de maio de 1986, março e maio de 1988, novembro de 1992, janeiro de 1993, setembro de 1995, setembro de 1997, maio de 2001 e em novembro de 20035.
No Brasil foram quatro publicações especiais da Heavy Metal6, 7, 8, e duas na Heavy Metal Edição Brasileira10, 11. E para não deixar de ler todas, ainda consegui as duas últimas edições da Heavy Metal americana12, 13.
Druuna, é um roteiro de ficção científica com erotismo e muita fantasia. Uma mulher sensual na essência. Anda na maioria da veze nua ou quase. 
Na graphic novel "Morbus Gravis I e II", encontra-se numa nave a deriva no espaço, mas todos acreditavam estar numa cidade fechada. Uma praga assolava a nave. Quem se contaminava se transformava num mutante disforme. Existia um soro que dava imunidade temporária. Estranhamente Druuna passa pelos mais terríveis percausos, tem muitos contatos com mutantes - inclusive sexual - e nunca se contaminou. A história é um verdadeiro pesadelo, sempre repetindo algumas passagens e a personagem nunca sabe onde está, quem é, de onde veio, mas sempre lembra. Tem um namorado Shastar - que está contaminado - e se envolve com um ser - Wilson, que tem somente a cabeça acoplada ao sistema cibernético da nave e está em conflito com esse sistema - e revela para ela que a cidade na verdade é uma nave que partiu de uma Terra morta. Wilson se comunica telepaticamente com Druuna e tem a capacidade de gerar sonhos vívidos. 
Ela é resgatada da nave que era uma mistura de tecnologia e massa orgânica e passa um tempo em outra - nessa nave tem um personagem o Doutor, que é a imagem de Serpieri. Mas a praga a persegue e Druuna por fim segue para um mundo estranho, sempre cheia de pesadelos e sonhos eróticos. Na última graphic novel descobre que é um clone, um ser sintético. A arte final da história é feita com pincel ao invés de bico de pena. Uma obra prima!









1. PAOLO Eleuteri Serpieri, Fanpage - Facebook. Disponível em: <https://www.facebook.com/pages/Paolo-Eleuteri-Serpieri/116029588417510> Acesso em: 09 jul 2014.
2. WIKIPÉDIA. Paolo Eleuteri Serpieri. Atualizado em: 27 mar 2013. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Paolo_Eleuteri_Serpieri> Acesso em: 09 jul 2014.
3. DRUUNA Official Homepage. Disponível em: <http://www.druuna.net/> Acesso em: 09 jul 2014.
4. ZIZKI - Paolo Eleuteri Serpiere. In his likeness. Disponível em: <http://zizki.com/comics/Paolo+Eleuteri+Serpieri/In+His+Likeness/> Acesso em: 09 jul 2014.
5. COMICVINE. Heavy Metal Magazine. Disponível em: <http://www.comicvine.com/heavy-metal-magazine/4050-19498/object-appearances/4005-16609/> Acesso em: 09 jul 2014.
6. SERPIERI, Paolo Eleuteri. Druuna: Morbus Gravis I. Heavy Metal Edição BrasileiraEdição Especial nº 1, Ano 2, 68 p, 1996.
7. SERPIERI, Paolo Eleuteri. Druuna: Morbus Gravis II. Heavy Metal Edição BrasileiraEdição Especial nº 2, Ano 2, 68 p, 1996.
8. SERPIERI, Paolo Eleuteri. Druuna: Criatura. Heavy Metal Edição BrasileiraEdição Especial nº 3, Ano 2, 68 p, 1996.
9. SERPIERI, Paolo Eleuteri. Druuna: Carnívora. Heavy Metal Edição Brasileira, Edição Especial nº 4, Ano 2, 68 p, 1996.
10. SERPIERI, Paolo Eleuteri. Druuna: Mandragore. Heavy Metal Edição Brasileira, nº 1, ano 2, p. 33-68, 101-120, 1995.
11. SERPIERI, Paolo Eleuteri. Druuna: Aphrodisia. Heavy Metal Edição Brasileira, nº 12, ano 3, p. 40-69, 99-119, 1996.
12. SERPIERI, Paolo Eleuteri. Druuna: The forgotten planet. Heavy Metal, p. 36-70, 102-128, may 2001.
13. SERPIERI, Paolo Eleuteri. Druuna: Clone. Heavy Metal, p. 35-67, 102-128, november 2003.

domingo, 6 de julho de 2014

Life, in Pictures - Vida, em Quadrinhos: Histórias Autobiográficas

Will Eisner1, grande gênio dos quadrinhos, publicação da Criativo Editora2, "Life, in Pictures - Vida, em Quadrinhos: Histórias Autobiográficas"3, 4, uma belíssima graphic novel com história autobiográficas. Com quatro histórias do mestre: A Sunset in Sunshine City - Crepúsculo em Sunshine City; The Dreamer - O Sonhador; To the Heart ot the Storm - Ao Coração da Tempestade; The Name of the Game - O Nome do Jogo e The Day I Became a Prefessional - O Dia em que me Tornei um Profissional. As três primeiras histórias já comentadas aqui no blog4. "O Nome do Jogo" é uma história que conta a vida de um família de judeus e o casamento com ascensão social. E "O Dia em que me Tornei um Profissional" tem três páginas, e mostra Will no início da carreira tendo um trabalho recusado. Imperdível!

.

1. WILL Eisner. Disponível em: <http://www.willeisner.com/> Acesso em: 06 jul 2014.
2. CRIATIVO Editora - Facebook. Disponível em: <https://pt-br.facebook.com/EditoraCriativo> Acesso em: 06 jul 2014.
3. EISNER, Will. Life, in Pictures - Vida, em Quadrinhos: Histórias Autobiográficas. 1 ed. Tradução: Rene Ferri. São Paulo: Criativo, 2013. 496 p. ISBN: 978-85-8258-0462.
4. WIIL Eisner. Life, in Pictures: Autobiographical Stories. Disponível em: <http://www.amazon.com/Life-Pictures-Autobiographical-Will-Eisner/dp/0393061078?&linkCode=wss&tag=willeisner-20> Acesso em: 06 jul 2014.
BANDA Desenhada e Fantasia - Blogspot. Will Eisner. Disponível em: <http://irineu-bandadesenhadaefantasia.blogspot.com.br/search?q=will+eisner> Acesso em: 06 jul 2014.

sábado, 5 de julho de 2014

Perry Rhodan: Tigris Erra o Salto

Volume 71, da série cinquentenária- Perry Rhodan, cujo título é "Tigris erra o salto"2. Tigris uma nave cargueira esférica da Terra, mas que na verdade não errou o salto. Foi uma estratégia de Rhodan para confirmar se o Império Arconida realmente já tinha em mãos um instrumento capaz de detectar a transição para a quinta dimensão e a volta para o espaço normal. Com isso enviou a nave numa missão meio suicida, claro que teria o apoio de outra nave pilotada pelo próprio Rhodan e que teria um outro instrumento projetado pelos Swoons que eram seres em forma de pepino e de trinta centímetros de altura.
A nave tinha o comando do Major Clyde Ostal e mais trinta e dois tripulantes. Realizaram diversos saltos utilizando o novo aparelho e antes do último salto Ostal deu a ordem para que o aparelho fosse destruído. Então saltou para o sistema do sol Naral, situado a 4.536 anos-luz da Terra, com destino ao terceiro planeta Ekras. O salto foi identificado por naves do Império, confirmando as suspeitas de Rhodan. A nave foi abordada, os tripulantees não eram Arcônida e sim ekhônidas, descendentes dos primeiros e muito mais ativos, e estavam sob o comando do computador-imperador. Rhodan estava na periferia do sistema daquele sol comandando a nave Lotus equipada com o novo aparelho.
Os tripulantes da Tigris foram aprisionados e desembarcados em Ekras. O General Sutokk, oficial responsável pela captura, exigia do chefe de defesa de Ekras - Egg-or, que esse conseguisse com a maior brevidade os dados da nave analisada para descobrirem o planeta de origem - Terra, mas os dados indicavam um outro sistema para confundir o império. E caso necessário que os terranos fossem submetidos a um aparelho capaz de captar as ondas cerebrais e que destruía a mente de quem era submetido a ele. Todavia, Egg-or não admitiu que isso acontecesse. Porém, os terranos se aproveitando de um exame médico fugiram, e estavam todos nus, indo parar numa floresta na periferia da cidade.
Rhodan organizou a missão de resgate, todos disfarçados de Superpesados. Iriam receber a ajuda do clã Mabdan. Entretanto, Mabdan III traiu o clã em prol do império arcônida, aproveitando-se de uma doença do de Mabdan I, que teria feito o acordo de transportar Rhodan e alguns mutantes secretamente para Ekras. Mas Rhodan, graças aos seus mutantes, descobriu o plano e reprograma a mente de todos os Superpesados, desembarcando em Ekras. Os tripulandes da Mab I são presos e interrogados, mas não sabiam explicar nada. Rhodan assumiu a identidade de Alf Renning, um Superpesado e estava em Ekras com seus mutantes Tako Kakuta, Felmer Lloyd e Kitai Ishibashi investigando o que havia acontecido com os tripulantes da Tigris.
Ostal e seus tripulantes da Tigris no meio da floresta, sem roupas. Descobrem uma cabana e Ostal vai investigar e por fim é recapturado por um robô de combate e levado de volta para Egg-or. Os demais, agora sob o comando de Peter H. Hastind e S. Seegers, encontram Superpesados contrabandistas de drogas e os convencem, por meio de promessa de pagamento e apoio de Perry Rhodan a ajudá-los, mesmo tendo um certa negativa de alguns deles.
Paralelo aos eventos citados, Rhodan articula com seus mutantes o resgate dos tripulantes da Tigris. Egg-or que estava com Ostal é influenciado mentalmente e liberta Ostal. Os demais tripulantes recebem o apoio de Kakuta e dos Superpesados. Na fuga, Rhodan transforma a nave dos EKhônidas, que utilizou para fuga, em uma bomba enquanto partia numa nave auxiliar e era resgatado pela Lotus. Mabdan III morreu devido a uma hipnose profunda provocada pelo império e Mabdan I se recupera e assume seu posto. E por fim, uma nova aliança havia sido formada com os Superpesados que traficavam em Ekras.



1.CAUSO, Roberto de Sousa. Terra Magazine - Ficção Especutativa. Perry Rhodan 50 anos: o futuro da série. Postado em: 11 set 2011. Disponível em: <http://terramagazine.terra.com.br/ficcaoespeculativa/blog/2011/09/11/perry-rhodan-50-anos-o-futuro-da-serie/> Acesso em: 05 jul 2014.
2. BRAND, K. . Perry Rhodan: Tigris erra o salto. P.71. 2º ciclo. Tradução: Richard Paul Neto. Ciclo 1 a 5 completo. Postado em 13 abr 2009. Disponível em: <http://josueperini.blogspot.com.br/search?q=perry> Acesso em: 06 jun 2014.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

He-Man e os Mestres do Universo: A origem da Lenda

Hoje revivi um pedaço de minha infância! "He-Man e Os Mestres do Universo: A Origem da Lenda"1,2, não conta exatamente a origem, mas sim um recomeço. Encadernado da Panini Comics3 que reúne seis edições do original He-man & The Masters of the Universe, publicado por DC Comics4. O príncipe Adam está sem memória, encontra-se como filho de um lenhador - na verdade o rei, e todos os Mestres do Universo estão sem memória também, fruto de um feitiço. Fora traído por Gorpo e o Esqueleto finalmente venceu ocupando o Castelo de Grayskull, e Feiticeira é sua prisioneira numa tentativa de acessar o poder do castelo. Todavia, Adam começa a se lembrar por meio de sonhos e um falcão o guia nessa redescoberta. Começa então a caminhar e o primeiro adversário é o Fera. Encontra então Teela sem memória, mas que de alguma forma o reconhece como aliada, auxiliando-o contra o Mandíbula. Daí por diante Aquático e os demais aliados do mal. Esqueleto mata a Feiticeira e na batalha final contra He-Man descobre que a força sempre foi He-Man. Porém no final um adversário desconhecido ajuda o Esqueleto... Venha mais He-Man e os Mestres do Universo!!!


1. ROBINSNO, James; GIFFEN, Keith; TAN, Phillip; MHAN, Pop; JOHNS, Geoff. He-Man e os Mestres do Universo: A origem da lenda. Barueri, SP: Panini Comics, 2014.
2. WIKIPÉDIA. He-Man. Atualizado em: 06 abr 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/He-Man> Acesso em: 03 jul 2014.
3. HOTSITEPANINI. He-Man e os Mestres do Universo: A origem da Lenda. Disponível em: <http://hotsitepanini.com.br/dc/publicacao/he-man-e-os-mestres-do-universo-origem/> Acesso em: 03 jul 2014.
4. DC Comics. Disponível em: <http://www.dccomics.com/> Acesso em: 03 jul 2014.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Neil Gaiman: O Oceano no Fim do Caminho

Grande gênio esse Neil Gaiman1, leio tudo que posso desse cara desde Sandman2. Jornalista, inglês, mora nos Estados Unidos que se enveredou na nona arte, e já escreveu roteiros de cinema, teatro e romances, abaixo lista de romances publicados1:

Ano
Título
2014
The Truth is A Cave in the black Mountains

Ontem passei o dia lendo "O oceano no fim do caminho"3, originalmente "The Ocean at the and of the Lane"4. “Publicado pela Editora Intrínseca em 2013. Classificado como um romance para adultos. Mas é uma estória de fantasia. Um homem na meia idade volta a sua cidade natal para um enterro e revive um episódio da sua vida quando tinha sete anos. Um episódio que ficou esquecido, fruto de uma magia misteriosa e que ele só lembra quando ocasionalmente volta àquele lugar. Um lago mágico, nos fundo de uma casa - que era um oceano - pelo menos para Lettie Hempestock, uma garota que aparentava onze anos, mas que como sua mãe e avó, eram tão antigas quanto o tempo.


1. WIKIPÉDIA. Neil Gaiman. Atualizado em: 07 jun 2014. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Neil_Gaiman> Acesso em: 02 jul 2014.
2. VERTIGO. Sandman. Disponível em: <http://www.vertigocomics.com/sandman> Acesso em: 02 jul 2014.
3. GAIMAN, Neil. O oceano no fim do caminho. Tradução: Renata Pettengill. 1 ed. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2013. 208 p. ISBN: 978-85-8057-368-8.
4. NEIL Gaiman. Neil Gaiman, "The Ocean at the End of the Lane". Postado em: 03 jun 2014. Disponível em: <http://www.neilgaiman.com/where/details.php?id=203> Acesso em: 02 jul 2014.