sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Promethea - Edição Definitiva - Volume Um

"Promethea - Edição Definitiva - Volume Um"1, de Alan Moore2 - roteiro, J. H. Williams III3 - Arte e Mick Gray4 - ate-final, publicada a partir de agosto de 1999 pela DC Comics, com o selo America's Best Comics5. Volume de capa dura publicado pela Panini Books6, em  2015. Anteriormente tinha lido algumas histórias e achado fantásticas, mas agora nesse volume com as dezesseis primeiras histórias fiquei extasiado. Promethea é muito legal!!! Foram publicados trinta e dois números, e agora é aguardar o segundo volume.
Sophie Bangs é uma estudante universitária de um universo alternativo, vive numa New York futurista no ano de 1999. Ela tem o corpo e mente possuidos pela entidade mística conhecida como Promethea, uma guerreira que teve várias reencarnações.


1. MOORE, Alan; WILLIANS III, J. H.; GRAY, Mick. Promethea - Edição Definitiva - Volume Um. Tradução: Octávio Aragão. Barueri, SP: Panini Books, 2015. ISBN: 978-85-8368-060-4.
2. OLIVEIRA, Miguel -  O VÍCIO. 10 HQs & Graphic Novels de Alan Moore que você deveria ler! Postado em: 25 nov 2016. Disponível em:<http://ovicio.com.br/10-comics-graphic-novels-de-alan-moore-que-voce-deveria-ler/> Acesso em: 27 jan 2017.
3. J H WILLIANS III. Disponível em: <http://www.jhwilliams3.com/> Acesso em: 27 jan 2017.
4. MICK GRAY. Disponível em: <http://mickgray.net/wp/> Acesso em: 27 jan 2017.
5. DC COMICS. America's Best Comics. Disponível em: <http://www.dccomics.com/graphic-novels/americas-best-comics> Acesso em: 27 jan 2017.
6. HOTSITEPANINI. Promethea. Disponível em: <http://hotsitepanini.com.br/vertigo/series/promethea/> Acesso em: 27 jan 2017.

sábado, 21 de janeiro de 2017

O ORFANATO DA SRTA. PEREGRINE PARA CRIANÇAS PECULIARES

"O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares"1, de Ransom Riggs2, foi publicado originalmente em Inglês pela Quirk Books3 em 2011. A edição que li foi publicada em Português pela Leya Editora Ltda4, na sua quarta edição em 2015. Já trazendo na capa os atores que estrelaram em 2016 o filme "O lar das crianças peculiares"5, da Twenteith Century Fox6, que até o momento ainda não vi, e se for metade do que é o livro, deve ser muito bom.
O livro é leve e gostoso de ler. Jacob é um adolescente que passou boa parte da vida ouvindo as histórias do seu avó, sobre um orfanato em uma ilha, na remota costa do País de Gales, que abrigava crianças que eram 'diferentes'. Ele acreditava nas histórias do avô, mas cresceu e viu que não faziam muito sentido. Até o dia em que ele viu o próprio avô ser atacado por um monstro e morrer, mas ninguém acreditou no seu relato, e o próprio achava que estava enlouquecendo. Jacob ou Yakob, segue então numa busca para provar ou refutar tudo que aprendeu com o avô.



1. RIGGS, Ranson. O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares. 4ª ed. Tradução: Edmundo Barreiros e Marcia Blasques. São Paulo: Leya, 2015. 336 p. ISBN: 978-85-441-0474-3.
2. RANSOM RIGGS. Disponível em: <http://www.ransomriggs.com/> Acesso em: 21 jan 2017.
3. QUIRK BOOKS. Disponível em: <http://www.quirkbooks.com/> Acesso em: 21 jan 2017.
4. LEYA EDITORA. Disponível em: <http://geral.leya.com.br/pt/> Acesso em: 21 jan 2017.
5. ADORO CINEMA. Disponível em: <http://www.adorocinema.com/filmes/filme-194075/> Acesso em: 21 jan 2017.
6. FOX MOVIE. Disponível em: <http://www.foxmovies.com/> Acesso em: 21 jan 2017.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

The Ghost en the Shell

"The Ghost en the Shell"1, originalmente publicado no Japão como série trimestral, entre 1989 e 1990, na revista Young Magazine Kaizobukan. De autoria de Shirow Masamune2, e classificado como mangá cyberpunk. Publicado em único volume em 2016 pela Editora JBC3. Inicialmente achei meio confuso, mas é normal quando você é introduzido num universo futurístico, onde os seres humanos tem partes do corpo substituídas por máquinas e você tem uma gama de personagens e conflitos acontecendo, mas depois de ambientado tudo corre bem e a história é bastante interessante e prende do início ao fim. E o interesse pelo mangá aumentou, uma vez que em 2017 irá estrear o filme com a atriz Scarlet Johansson4, álem é claro anime5.


 1. MASAMUNE, Shirow. Ghost in the Shell. São Paulo: Editora JBC, 2016. 352 p. ISBN: 978-85-457-0232-0.
2. WIKIPEIDIA. Masamune Shirow. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Masamune_Shirow> Acesso em: 16 jan 2017.
3. JBC MANGÁS. Ghost in the Shell. Disponível em: <http://mangasjbc.com.br/the-ghost-in-the-shell/> Acesso em: 16 jan 2017.
4. YOUTUBE. Ghost in the Shell Official Trailer 1 (2017) - Scarlett Johansson Movie. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=G4VmJcZR0Yg> Acesso em: 16 jan 2016.
5. SUPERANIMES. Ghost in the shell. Disponível em: <http://www.superanimes.com/ghost-in-the-shell-stand-alone-complex> Acesso em: 16 jan 2017.





sábado, 14 de janeiro de 2017

YESHUAH ABSOLUTO

"YESHUAH ABSOLUTO"1, roteiro e arte de Laudo Ferreira2 e arte-final de Omar Viñole3. O nome hebráico Yeshua (ישוע/ יֵשׁוּעַ) é uma forma alternativa de Yehoshua que vem do original paleo-hebráico YEHOSHUA (יהושע) Josué, e é o nome completo de Jesus, Yeshua Hamashiach ישוע המשיח (transliterado ao grego Yeshua fica: Ιησου'α, "Iesua"/"Ieshua" [também Ιησου'ς, "Iesu' "/"Ieshu' "/"Iesus"]; Yehoshua [יהושוע/ יְהוֹשֻׁעַ‎] fica: Γεχοσούαχ) (em arabe Yeshua fica: يسوع "Yesu' "/"Yesua"/"Yasu' "/"Yasua"/"Yashua"; Yehoshua fica: يوشع "Yeusha"/"Y'usha"/"Yusha"/"Yush'a"/"Yushua"/"Y'ushua")4.
Primeira edição publicada em abril de 2016 pela Devir Editora5, capa dura, preto e branco contendo os três números anteriormente publicados separadamente. No roteiro a História de Jesus é contada pela visão de Maria Madalena.
"(...) Na primeira parte da Trilogia, Jesus é introduzido no final da história juntamente com seu irmão, ambos seguidores do batista Yohanán, e, no meio do Jordão, entre tantos fiéis, conhecem Miriam, uma mulher independente e desejosa de conhecer novas verdades espirituais, que acreditava ter encontrado em Yohanán, até conhecer o misterioso Yeshu.
Na segunda parte da Trilogia Yeshuah, conhecemos a formação do grupo de seguidores de Jesus, a entrada de Maria Madalena no grupo, como reagem os altos sacerdotes diante do aparecimento de um novo carismático pregador logo após a morte do profeta João Batista. A terceira parte aborda os desdobramentos políticos e religiosos que os ensinamentos e curas provocam entre judeus e romanos. Encontramos uma figura de Jesus que procura viver de acordo com suas crenças até o fim e muitas vezes é incompreendido por sua família, pelos sacerdotes, pelo povo ou mesmo por seus discípulos, mas encontra em Miriam Magdalit (Maria Madalena) uma companheira com quem divide suas inquietações."5




1. FERREIRA, Laudo; VIÑOLE, Omar. Yeshuah absoluto. 1ª ed. São Paulo: Devir, 2016. 544 p. ISBN: 978-85-7532-632-9.
2. LAUDO FERREIRA JR - FACEBOOK. Disponível em: <https://www.facebook.com/people/Laudo-Ferreira-Jr/100000192780918> Acesso em: 14 jan 2017.
3. BLOG DO BANDA - OMAR VIÑOLE - BLOGSPOT. Disponível em: <http://blogdobanda.blogspot.com.br/> Acesso em: 14 jan 2017.
4. WIKIPÉDIA.  Yeshua. Atualizado em: 28 set 2016. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Yeshua> Acesso em: 14 jan 2017.
5. DEVIR. Yeshuah absoluto. Disponível em: <http://devir.com.br/yeshuah-absoluto/> Acesso em: 14 jan 2017.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Asterix

Asterix1, 2 é uma BD de origem francesa, no site oficial estão listados 37 volumes publicados. Criada em 1959 por Albert Uderzo3 e René Goscinny4. Inicialmente lançado na revista Pilote5, e posteriormente como album a partir de 1961, o primeiro foi Asterix o Gaulês, e então anualmente foi lançado um album. Goscinny faleceu em 1977 e Uderzo prosseguiu até se aposentar em 2003. Foram 35 albuns publicados até então. Posteriormente mais dois foram publicados por outros autores.
Nas minhas caçadas por boas leituras, encontrei 14 desses albuns publicados em português, entre o final da década de 1960 e início de 1990, pela Cedibra6 e Editora Record7. Já havia lido muita coisa da série quando garoto, mas não tinha até então nenhuma BD da coleção.
As que garimpei até agora foram: Asterix e Cleopatra; O combate dos chefes; Asterix na Hispânia; Asterix entre os Helvéticos; Asterix gladiador; Asterix e os Godos; Asterix Legionário; Os louros de César; O adivinho; A Odisséia de Asterix; O filho de Asterix; As 1001 horas de Asterix; A rosa e o gládio; e Asterix e a surpresa de César, essa última uma história ilustrada.
Asterix reside com seus amigos em uma pequena aldeia gaulesa situada em uma península na Armórica, ao norte da antiga Gália. Para resistir ao domínio romano, os aldeões contam com a ajuda de uma poção mágica que lhes dá uma força sobre-humana, preparada pelo druida Panoramix. Obelix, que caiu dentro de um caldeirão cheio da poção quando ainda era bebê, adquiriu permanentemente a superforça, é o único que não pode beber a poção2.
Da BD, derivou-se animação, filmes e até um parque de diversões.


Image result for asterix 


1. ASTÉRIX. The official Astérix website. Disponível em: <http://www.asterix.com/> Acesso em: 11 jan 2017.
2. WIKIPÉDIA. Asterix. Atualizado em: 21 out 2016. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Asterix> Acesso em: 11 jan 2017.
3. ASTÉRIX. Albert Uderzo. Disponível em: <http://www.asterix.com/the-creators/albert-uderzo/> Acesso em: 11 jan 2017.Albert
4. ASTÉRIX. René Goscinny. Disponível em: <http://www.asterix.com/the-creators/rene-goscinny/> Acesso em: 11 jan 2017.
5. LAMBIEK. Pilote (1959-1989). Disponível em: <https://www.lambiek.net/magazines/pilote.htm> Acesso em: 11 jan 2017.
6. GUIA DOS QUADRINHOS. Cedibra. Disponível em: <http://www.guiadosquadrinhos.com/editora/cedibra/30> Acesso em: 11 jan 2017.
7. GRUPO EDITORIAL RECORD. Disponível em: <http://www.record.com.br/lancamentos.asp> Acesso em: 11 jan 2017.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

CHE: OS ÚLTIMOS DIAS DE UM HERÓI

"Che: Os últimos dias de um herói"1, roteiro de Héctor Germán Oesterheld2 e arte de Alberto e Enrique Breccia3, 4. Publicada na Argentina em 1968, apenas três meses depois da morte de Ernesto Che Guevara5. Quando a Argentina atravessava uma ditadura militar. A editora que publicou foi invadida e teve todos os livros recolhidos, e em 1973 foi totalmente proibido, e para piorar, em 1977 o autor Oesterherld foi preso, torturado e assassinado, juntamente com suas quatro filhas. E o mais agravante, para não deixar provas, não existe registro do ocorrido e os corpos nunca foram encontrados.
A publicação certamente teve grande influência para que Che fosse visto como o herói que é hoje. Além é claro das imagens que estampam cartazes, camisas e tudo mais que o marketing possa criar. A arte em preto e branco de Alberto e seu filho Enrique Breccia é simplesmente marcante. Publicado em 2008, por Conrad Editora do Brasil6.


1. OESTERHELD, Héctor; BRECCIA, Alberto; BRECCIA, Enrique. Che: os últimos dias de um herói. Tradução: Marcelo Barbão. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2008. ISBN: 978-85-7616-322-0. 
2. BIOGRAFÍAS & VIDAS. Héctor Germán Oesterheld. Disponível em: <http://www.biografiasyvidas.com/biografia/o/oesterheld.htm> Acesso em: 10 jan 2017.
3. ALBERTO BRECCIA NET. Disponível em: <http://www.alberto-breccia.net/> Acesso em: 10 jan 2017.
4. COMIC VINE. Enrique Breccia (person). Disponível em: <http://comicvine.gamespot.com/enrique-breccia/4040-4755/> Acesso em: 10 jan 2017.
5. MI BUENOS AIRES QUERIDO. Che Guevara. Disponível em: <https://www.mibuenosairesquerido.com/pt/personalidades-argentinas/che-guevara/> Acesso em: 10 jan 2017.
6. CONRAD. Che: os últimos dias de um herói. Disponível em: <http://www.lojaconrad.com.br/lojas/conrad/__Detalhes.cfm?produto=RQ16322> Acesso em: 10 jan 2017.